Fundação de Cultura Elias Mansour abre exposição coletiva de Artes Visuais no Salão das Artes

A Fundação de Cultura Elias Mansour (FEM) realizará nesta quinta-feira, 6, às 19h, o vernissage da exposição coletiva Reexistência Resistência Resistir, que tem curadoria dos artistas plásticos Darci Seles e Luiz Carlos Gomes.

Esta exposição é a primeira edição do projeto Visualidades Permanentes, idealizado pela FEM com o objetivo de abrir espaço para que obras e ações de formação em diferentes linguagens artísticas possam ser apresentadas e oferecidas à população local de forma gratuita e permanente.

O vernissage acontecerá no Salão das Artes, espaço anexo ao prédio da FEM, assim como todas as outras ações do Projeto Visualidades Permanentes, que em cada mês trará um trabalho artístico de diferente modalidade: exposição de artes plásticas, instalações, performances de teatro e dança.

A proposta de a galeria Juvenal Antunes funcionar como um salão para agregar diferentes linguagens artísticas nasceu em dezembro de 2020, quando o espaço foi recuperado para abrigar o presépio de papel da Fundação Elias Mansour e uma exposição de pinturas do artista plástico Marco Lenísio.

Ainda naquele mês o salão recebeu uma exposição de aquarelas e uma perfomance teatral, ambas atividades desenvolvidas pelos alunos dos cursos livres da Usina de Arte João Donato, equipamento cultural da FEM.

Reexistência Resistência Resistir apresenta obras de 19 artistas plásticos de variadas vertentes, técnicas e trajetórias, que produzem continuamente em nossa cidade, cada um com seu olhar, traço e poética própria. As obras estarão expostas no período de 6 de fevereiro a 6 de março, promovendo um encontro simultâneo de diferentes experiências vividas para compartilhar visualidades e afetividades.

Para os artistas que participam da exposição, além de uma oportunidade de tornar seus trabalhos conhecidos do público, ela é uma provocação à reflexão sobre  como, socialmente, nosso país tem construído a identidade do artista e a simbologia da arte ultimamente. Admitem que compartilhar o espaço é uma forma de abrir esse diálogo, discutir conceitos e potencializar a resistência diante de um momento em que a arte teima em re-existir no Brasil.

Participam da exposição os artistas: Alexandre Anselmo, Alma, Beth Lins, Danilo de S’Acre, Darci Seles, Francisco Nerilson, Leia Haerdrich, Luiz Carlos Gomes, Luís Eduardo, Marco Lenísio, Murilo Santana, Natalino Santos, Paulo Félix, Paulo Tonon, Rafaela Zanatta, Rosilene Nobre, Ueliton Santana, Ulises Sanchez e Wennedy Filgueira.

Vernissage: 06/02, às 19h

Período de visitação: 06/02 a 06/03/2020

Local: Salão das Artes Horário de visitação: de 8h30 às 12h e de 14h às 17h30, de segunda a sexta-feira