Mostra – Sesc Amazônia das Artes

SESC – Programação Amazônia das Artes 2017

A 10ª edição da Mostra Sesc Amazônia das Artes acontece em Rio Branco de 06 a 16 de maio. Dez dias de teatro, cinema, literatura e música.

Há dez anos, o sonho da iniciativa era fomentar a circulação e produção artística da Amazônia legal. Hoje, o Sesc Amazônia das Artes é um sonho realizado, se firmando como um dos principais programas de circulação da produção artística brasileira. Confira acima toda a programação, que tem entrada franca.

Usina de Arte recebe a Camerata de Cordas da UFAC nesta sexta

Nesta sexta-feira, 5 de maio, às 19:00 horas, a Usina de Arte receberá a apresentação da Camerata de Cordas da UFAC, um grupo instrumental formado por professores, técnicos músicos e alunos da Universidade Federal do Acre e coordenado por Leonardo Feichas, violonista e professor do Curso de Música da instituição.

camerata

A Camerata, ligada a um projeto de extensão da Pró-reitoria de Extensão e Cultura (Proex) da UFAC, foi criada com o objetivo de trabalhar repertórios para cordas (violino, viola e violoncelo) de diferentes períodos, além de buscar divulgar obras de compositores contemporâneos.

O projeto fez a primeira apresentação em 17 abril, na UFAC e tem como proposta chegar a diferentes locais da cidade de Rio Branco.

Leonardo Feichas afirmou que “este é apenas o início do trabalho. Esta segunda apresentação contará com várias novidades em relação à primeira. Nós já estamos trabalhando também num novo repertório e planejado as próximas apresentações.”

A apresentação é gratuita e livre a todas as faixas etárias.

Compõem a Camerata: Leonardo Vieira Feichas, Letícia Porto Ribeiro, José Paulo Pereira Martins, Catarina Costa Amaral, Alan Deivis Uchôa de Bem, Wilson Medeiros dos Santos, Suellen Frota de Castro, José Luis Cabral, André Ricardo de Alencar Dantas, Marcello Messina, Marcelo Alves Brum.

Serviço

Evento: Camerata de Cordas da UFAC

Local: Usina de Arte (Endereço (Av. da Acácias, 1.155, Bloco B, bairro Distrito Industrial, Rio Branco)

Data: 5 de maio de 2017

Horário: 19 horas

Classificação indicativa: livre

Sobre Leonardo Feichas

leonardo

Natural de Itajubá–MG, iniciou os estudos musicais aos 12 anos no Conservatório Estadual Juscelino Kubitschek em Pouso Alegre – MG estudando violino. Em 2009 graduou-se em violino na Unicamp e em 2013 concluiu o mestrado em performance também na Unicamp. Participou de diversas orquestras no estado de São Paulo e de festivais no Brasil e no exterior. Atualmente é professor de violino (Práticas Interpretativas) na UFAC, onde desenvolve intensa atividade de ensino, extensão e pesquisa. Como violinista, tem uma intensa atividade como músico de orquestras, violino solo e camerista em formações instrumentais como violino-violão, violino-piano e violino-guitarra. Como pesquisador, tem como objeto de estudo o repertório para violino solo brasileiro, especificamente o conjunto de 26 Prelúdios Característicos e Concertantes para Violino Só do compositor Flausino Valle. Já se apresentou como palestrante, recitalista congressista em 2013 em diversos países, como Esatdos Unidos, Inglaterra, Colômbia, Escócia. Neste ano selecionado para participar do renomado Starling-DeLay Symposium on violin studies na Julliard School of Music, em Nova York (EUA). Hoje atua como recitalista e palestrante, divulgando a música brasileira através de repertório que transita entre o erudito e o popular.

Cia Treme Terra apresenta o espetáculo Terreiro Urbano na Usina de Arte

A Cia Treme Terra surgiu em 2006 com o intuito de pesquisar e promover a Arte Negra na cidade de São Paulo. Em 2015, a Cia foi contemplada pelo edital Funarte Klauss Vianna, possibilitando que neste ano de 2017 circule com o espetáculo Terreiro Urbano e oficinas pela região norte, passando pelos estados do Acre e Pará. A circulação irá contemplar 10 cidades, cinco em cada um dos estados.

17798960_1370115196356905_858340925239300049_n

Terreiro Urbano é uma criação coletiva da Cia, inspirado na mitologia dos orixás, composto por coreografias e músicas que dialogam com este universo e formam fotografias da diáspora africana e suas influências sobre as outras culturas existentes na grande metrópole. A ideia não é representar o terreiro tradicional no palco da forma como ele é feito em seus rituais sacros, mas sim criar uma releitura contemporânea desta manifestação, um caleidoscópio da cultura afro-brasileira a partir da mitologia dos orixás, seus cantos e movimentações.

O espetáculo tem a direção de João Nascimento, músico pesquisador da cultura afro-brasileira, e coreografia de Firmino Pitanga. Reúne no palco os 17 músicos e bailarinas do Treme Terra, o Quinteto Abanã, grupo que mescla músicas populares brasileiras de matriz africana, com canto lírico e erudito e o Z’África Brasil, grupo que contribui com a presença do hip-hop como elemento de manifestação urbana. Completam a ficha técnica Júlio Dojcsar, responsável pelos materiais cênicos e Vana Marcondes e Lígia Nicácio, que desenharam os figurinos.

João Nascimento classifica o espetáculo como “contemporâneo de composição efêmera, subjetiva e poética, que investiga as manifestações populares dos terreiros, suas movimentações, sonoridades, hábitos, preceitos e fundamentos intrínsecos que fazem parte desta cultura ancestral.”

487465382

Fonte: Google

A Cia Treme Terra trabalha na valorização e difusão da cultura afro-brasileira por meio de oficinas de formação artística voltadas para jovens. Em sua sede, hoje localizada no Rio Pequeno, bairro da periferia de São Paulo, são oferecidas oficinas gratuitas para a comunidade local e a partir destas atividades é formada uma companhia de dança e música que cria um espaço de vivência e produção artística propiciando um ambiente democrático de troca e integração sociocultural.

A Cia realizará na Usina de Arte uma oficina de dança negra contemporânea, que acontecerá no domingo, dia 16, às 15h.

https://docs.google.com/forms/d/1Tmm3B9sTeCK8OVAacaSMGWJndcIAw82VB3N4yM9eb_w/edit

Serão disponibilizadas 15 vagas

Serviço:

Espetáculo Terreiro Urbano

Local: Usina de Arte (Endereço (Av. da Acácias, 1.155, Bloco B, bairro Distrito Industrial, Rio Branco)

Data: dias 15 e 16 de abril de 2017

Horário: 19 horas

Classificação etária: livre

ENTRADA GRATUITA

Oficina de dança negra contemporânea

Local: Usina de Arte

Data: dia 16 de abril de 2017

Horário: 15 horas

 

RESULTADO DO PROCESSO SELETIVO PARA OS CURSOS FIC MÚSICO DE BANDA E DESENHISTA DE ANIMAÇÃO DA USINA DE ARTE

Divulgamos a lista dos candidatos aprovados no processo seletivo para os cursos FIC Músico Banda e Desenhista de Animação ofertados na Usina de Arte João Donato por meio do Instituto Dom Moacyr e Fundação de Cultura Elias Mansour.

Informamos que o candidato aprovado que não comparecer às duas primeiras aulas estará automaticamente excluído da turma e a vaga será destinada para um candidato da lista de espera.

CURSO FIC MÚSICO DE BANDA (organizada por ordem alfabética)

  1. Alice Poliana Souza da Silva
  2. Anderson Mesquita dos Santos
  3. Antônio Whithney R. Gomes
  4. Bruna Beatriz
  5. Cindy Nathana Melo de Souza
  6. Cindy Nogueira
  7. Dhessica de Oliveira Silva
  8. Eder Victor Farias da Silva
  9. Ícaro Antônio Oliveira
  10. James Souza Ramirez
  11. Jhon Gleymersson Oliveira de Souza
  12. Jhonatan Santos Lima
  13. Joel Ygor Oliveira do Nascimento
  14. José Matheus Souza da Rocha
  15. José Roberto B. Bezerra Júnior
  16. Kariane Fernandes
  17. Leonardo Auzier Rodrigues
  18. Luciano da Silva de Assis Veloso
  19. Luciano Silva Acácio
  20. Luiz Felipe da Silva Souza
  21. Mainã Karen de Lima Silva
  22. Sonia Maria Silva de Lima
  23. Thallis Melo de Carvalho
  24. Victor Lucas Silva Cabral
  25. Willian Gomes da Silva

CURSO FIC DESENHISTA DE ANIMAÇÃO  (organizada por ordem alfabética)

  1. Abson Nasser V. M. Júnior
  2. Ana Karoline das Chagas
  3. Anderson José da Silva
  4. André Filgueira Parada
  5. Anna Paula C. de Sousa
  6. Cristina dos Santos Lopes
  7. Cylmara F. da Rocha Gripp
  8. Diego Amorim Rodrigues
  9. Douglas M. de Amorim
  10. Elias Araújo de Freitas
  11. Hannah Lydia Pontes Farias da Silva
  12. Jeffeson Willian S. Santos
  13. Jorge Vinicius V. de Souza
  14. Jose Danrney F. Campos
  15. Késsia Thainara B. Silva
  16. Lercio Mendes Muniz
  17. Lorran Nery Leal
  18. Luciano Quaresma da Rocha
  19. Luis Gustavo C. Rodrigues
  20. Marcely M. dos Santos
  21. Marcia N. do Nascimento
  22. Rafael Barros Soares
  23. Sara Ferreira da Costa
  24. Talison G. de Menezes
  25. Tennyson P. de Abreu
  26. Valter Frazão da Silva
  27. Wendeu Paiva da Silva

RESULTADO DO SORTEIO DE INSCRITOS PARA OS CURSOS FIGURINISTA E FOTÓGRAFO DA USINA DE ARTE

Divulgamos a lista de inscritos sorteados para participarem dos cursos FIC Figurinista e Fotógrafo ofertados na Usina de Arte João Donato por meio do Instituto Dom Moacyr e Fundação de Cultura Elias Mansour. Divulgamos também a lista de espera para os dois cursos.

Para os inscritos nos cursos Desenhista de Animação e Músico de Banda, informamos que a entrevista de seleção acontecerá nos dias 24 (sexta-feira) e 27 (segunda-feira) no horário entre 14h30 e 18h na Usina de Arte. O inscrito opta por qual dia quer comparecer para a entrevista. Todavia, informamos que aquele que não comparecer nos dias e horários acima informados estará automaticamente excluído do processo de seleção.

CURSO FIC FIGURINISTA (organizada por ordem alfabética)

Ana Paula Lima da Silva.

Anderson José da Silva

Bruna Pinheiro Duarte

Carolina Pacheco Sgorla

Cristiane Paula de Araújo

Dionina Gomes de Souza

Elen de Souza da Silva

Emily Juliana da Silva Santos

Evania Maria Ferraz Araújo

Flavia Rafaela da Silva Pereira

Francimilda Juca de Sousa

Henrique da Silva Queiroz

Jaine Cléssia dos Santos Henrique

Jéssica Brenda da Cunha Pereira

Laiana Raquel Menezes Castelo Branco

Lucas Lins de Araújo Peixe

Magnum Gomes da silva

Maiquilene Cunha de Souza

Marcia Roberta Silva Lebre de Freitas

Milene Caroline Pires de Jesus

Pedrina Pereira de Souza

Ramon Souza Farias

Roger Luis Alemão de Freitas

Tailini Mendes Coradi

Walesson Cezar Barbosa Cavalcante

LISTA DE ESPERA (organizada por ordem de sorteio)

Luciano da Silva Rodrigues

Maria Jaqueline Nascimento das Chagas

Bruna Sthefany Braga Martins

Laura Silva Yarzon

Alana Monte Nascimento

Yasmin Morais Pires

Shyrliane de Morais Ferreira Melo

João Vitor Freitas da Silva

Eveline Silva Bispo

Lucas Loredo da Costa

CURSO FIC FOTÓGRAFO (organizada por ordem alfabética)

Aldine de Viveiros Alves Montenegro Padula

Anderson Cavalcante Menezes

Andressa dos Santos Pascoal

Arlan Hudson Souza e Silva

Astorige de Paula Rodrigues Carneiro

Brenda Wendy do Nascimento Rocha

Camila Pereira Lima

Erica Costa Crispin

Giocondo Grotti Galileu Moura Brasil

Giovana de Lima Gomes

Jaiane Maria da Costa Almeida

Juliana Alves

Jully Joyce Specht Leal

Laryssa Félix dos Santos

Lília Moreira de Oliveira

Luana Ferreira de Souza

Lucas Gercino Sousa Silva

Lucas Nascimento de Aguiar

Marcos Antonio Santos da Silva

Maria Luana Diniz Pinheiro

Nadyne Silva Felisberto

Nágyla Silva Felisberto

Natan de Lima França

Natan de Vasconcelos Negreiros

Rafael Barbosa de Souza

Rayssa Alves

Rita Cordeli Farias de Pontes

Thawana Alexandrino Lopes

Vitor Hugo Carvalho Calixto

Ycla Hemmily Pinto de Araujo

LISTA DE ESPERA (organizada por ordem de sorteio)

Kátima de Souza Moreira

João Vitor Castelo Nogueira Costa

Kelvison Nogueira Filgueiras da Silva

Weliton Aguiar Lira

Maria de Jesus Vieira do Nascimento

Ajackson Glauber de Sousa Lima

Mary Barbosa Eusébio

Matheus Gomes de Lima

Luiz Carlos Ferreira Penha

Kataryny Oliveira Moreira

Início das aulas

FIGURINISTA: 29 de março

FOTÓGRAFO: 27 de março

Oficina de pífano na Usina de Arte

Nesta semana, dias 23 e 24 de março, acontecerá na Usina de Arte uma oficina de construção de pífano.

pifanos

Com uma forte tradição nas bandas de pife nordestinas, o pífano é um instrumento simples e intuitivo. O instrumento é uma adaptação brasileira, com influência indígena, das flautas populares europeias. Tradicionalmente feito de bambu, como as flautas indígenas, o pife é utilizado em ritmos como forrós, baiões, marchas, frevos e xotes.
a banda de pífanoNesta oficina, os participantes aprenderão a arte da construção de pífanos, desenvolvida e ensinada por mestres de vários cantos do país. Ao final do primeiro encontro, os participantes terão seu próprio instrumento. No segundo encontro, entrarão em contato com um repertório tocado com o pífano.
Para a oficina, não é necessário que o participante leve material ou que saiba tocar.

Para se inscrever, os interessados deverão se apresentar na secretaria da Usina de Arte meia hora antes do início da oficina, preencher o formulário de inscrição e pagar a taxa de participação.

Sobre a oficina

Nº de participantes: 25
Investimento: R$ 20 (valor do pífano que o participante construírá para si)
Local: Usina de Arte João Donato
Data: 23 e 24 de março

Horário: das 14h30 às 17h30

Instrutor: Iago Tojal

Objetivo: instruir os participantes para que construam o seu próprio pífano, além de leva-los a conhecer a técnica de uso do instrumento e a vivenciarem uma prática musical por meio de um mergulho no repertório de que e ritmos brasileiros que usam o pífano.

Informações: (68) 3229-6892

APRESENTAÇÃO MUSICAL DE ALUNOS DA USINA DE ARTE

A Fundação Elias Mansour e o Instituto Dom Moacyr convidam a população para prestigiar uma apresentação musical sexta-feira, 17 de junho, às 17h, no teatro da Usina de Arte, realizada pelos alunos e mediadores do Curso Técnico de Nível Médio em Composição e Arranjo ofertado no âmbito do PRONATEC. 

A apresentação é uma experimentação artística construída coletivamente pela turma, como resultado das competências construídas durante os três primeiros módulos do curso.

O repertório traz 11 canções de compositores consagrados do samba e da MPB, como Ari Barroso, Lamartine, Dona Ivone Lara, João Donato e Luiz Gonzaga. O vocal fica por conta das moças da turma, enquanto os rapazes acompanham tocando vários instrumentos (baixo, bateria, violão, cavaquinho, tamborim, chocalho e piano elétrico). 

O evento terá a presença da Escola Estadual Alcimar Nunes Leitão, do Instituto Dom Moacyr, da Fundação Elias Mansour e da Secretaria de Educação.  

Entradas Mais Antigas Anteriores