FEM e IEPTEC abrem inscrições para curso na área da música na Usina de Arte

O governo do Acre, por meio da Fundação de Cultura Elias Mansour e do Instituto de Educação Profissional e Tecnológica do Acre, abre inscrições para o Curso Vivências Sonoras e Rítmicas: produção de instrumentos percussivos de papelão na Usina de Arte João Donato.

O objetivo do curso é a produção de instrumentos percussivos com a técnica do papelamento, reutilizando materiais alternativos como: papelões, madeira, tecidos e plástico, além do estudo de ritmos a partir do contexto musical da cultura popular local e regional.

O curso traz uma proposta pedagógica integrada, interagindo com a linguagem das artes plásticas, pois os instrumentos terão sua concepção estética feita pelos alunos do curso de Artes Integradas, com o uso das xilogravuras por eles criadas.

O trabalho final do curso será a criação da paisagem sonora de um projeto integrado, que consistirá na montagem de um espetáculo cênico construído coletivamente com outras linguagens artísticas.  

Este curso, portanto, possibilita um diálogo entre diversas linguagens artísticas, e mais! Possibilita unir valores significativos para a construção da cidadania ao associar arte, meio ambiente e educação.

Pode se inscrever qualquer pessoa com idade a partir de 15 anos, que tenha o ensino fundamental completo e que deseje desenvolver ou aperfeiçoar habilidades relacionadas à música.

Link para inscrição

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSfJlQYS0S07mnBrdDVmPqIkwW8g77rFa7fcXLytrOZkMnhtww/viewform?vc=0&c=0&w=1

A seleção dos inscritos será feita por meio da análise da carta de intenção e do currículo, informações que devem constar na ficha de inscrição. A lista dos candidatos selecionados será divulgada neste blog no dia 29/06/2019. 

A carga horária é de 60 horas e as aulas acontecerão pela manhã, das 8h30 às 11h30, com dois encontros semanais, às segundas e quartas-feiras.

As aulas iniciam dia 1° de julho, na Usina de Arte.

FEM abre inscrições para curso de artes integradas na Usina de Arte

Você, acreano, já pensou como seria bom passear pelo mundo encantado e encantador das narrativas de cordel e das surpresas literárias dos repentes, ilustrado por xilogravuras e embalado por ritmos percussivos dançantes? Poder fazer uma viagem pelas nossas raízes culturais legadas do Nordeste?! Pois então é chegada a hora de embarcar nesta viagem…

O bilhete é gratuito e pode ser garantido por meio do link https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSdeOW90sKIfXAUqB4D2aVaRBhfASz9xbGmVxiidjWglgLfEnw/viewform?vc=0&c=0&w=1 (ficha de inscrição)

E a viagem terá início no dia 01 de julho de 2019. Mas corra, que são poucos os bilhetes!

Vamos esclarecendo…

O governo do Acre, por meio da Fundação de Cultura Elias Mansour, abre inscrições para um Curso de Artes Integradas na Usina de Arte João Donato.

O curso tem como objetivo desenvolver um projeto artístico integrando as linguagens da literatura, das artes visuais, do teatro e da música a partir do estudo e composição de narrativas de cordel e do repente associados à criação de xilogravuras.

O projeto integrado consistirá na montagem de um espetáculo teatral (trabalho final da turma de Iniciação Teatral já em andamento), que terá a dramaturgia criada com as narrativas de cordel da turma de Artes Integradas. O figurino e o cenário serão concebidos esteticamente com as xilogravuras criadas durante o curso. E a paisagem sonora do espetáculo será construída pelos alunos da turma de música, a qual trabalhará ritmos com instrumentos musicais percussivos produzidos com materiais reutilizáveis, sobretudo o papelão.

Este curso, portanto, possibilita um diálogo entre diversas linguagens artísticas – e mais! Possibilita unir valores significativos para a construção da cidadania ao associar arte, meio ambiente e educação.

Pode se inscrever qualquer pessoa com idade a partir de 15 anos, que tenha o ensino fundamental completo e que deseje desenvolver ou aperfeiçoar habilidades relacionadas à composição de cordel e de repentes, às técnicas de xilogravura e aos ritmos percussivos.

A seleção dos inscritos será feita por meio da análise da carta de intenção e do currículo, informações que devem constar na ficha de inscrição. A lista dos candidatos selecionados será divulgada neste blog no dia 29/06/2019. 

A carga horária é de 60 horas e as aulas acontecerão pela manhã, das 8h30 às 11h30, com dois encontros semanais, às segundas e quartas-feiras.

Corre e garanta seu bilhete, que é só até o dia 27 de junho!

As aulas iniciam dia 1° de julho.

Usina no meio do ambiente

 A Usina de Arte é um espaço imerso no meio da natureza. Quando nela entramos, vamos afogando as retinas em cores e formas diversas… pelo caminho vamos encontrando animais, plantas ornamentais e frutíferas, as águas de seu pequeno lago, e acima, descortinado, paira um céu ora azul, ora branco, ora multicolor. Uma natureza que é pura arte!

WhatsApp Image 2019-06-05 at 12.59.16 PM

Neste momento, a equipe da Usina de Arte, com o apoio da Fundação Elias Mansour, começa a levar mais cores, luzes, movimento e vidas para nosso espaço. E para este início, resolvemos aliar formação e meio ambiente como forma de enriquecer a aprendizagem de nossos alunos e fortalecer as práticas sustentáveis em nossa sociedade.

foto correinha

E não poderia haver data mais apropriada para darmos a largada oficial nesse projeto que este 5 de junho, Dia Mundial do Meio Ambiente. Convidamos nossa equipe de colaboradores e alunos de uma turma de iniciação teatral, nesta manhã, para juntos plantarmos mudas de plantas diversas em torno do pequeno lago que embeleza a paisagem da Usina e abriga há mais de uma década nosso querido Castanho, um jacaré solitário e artista (dizem), que até personagem de ópera já foi…

Foto 2 do Jacaré-tinga

Este foi um ato simbólico de muitas outras ações que estamos planejando para a Usina de Arte. Há anos buscamos estimular hábitos saudáveis nos nossos alunos, funcionários e visitantes, como a adoção de canecas e garrafas individuais em substituição aos copos descartáveis e o reaproveitamento de materiais recicláveis em obras de arte produzidas na instituição.

Usina de Arte e as boas práticas de consumo sustentável

Em junho se celebra em todo o mundo o mês do meio ambiente. A proteção e preservação ambiental são pautas debatidas incessantemente por autoridades de diferentes países.

mesdomeioambiente

O Brasil possui uma das legislações mais completas e avançadas do mundo no que se refere ao meio ambiente. Todavia, mais do que os avanços representados pela lei, nosso país ainda carece de ferramentas eficazes de fiscalização e apuração dos crimes ambientais.

No Acre, a proteção da biodiversidade e os princípios da sustentabilidade ambiental fazem parte da nossa identidade cultural. Nosso estado possui uma conexão espiritual com a floresta, valoriza as culturas indígenas e tem suas origens intimamente ligadas à natureza. Tudo isso o coloca em local de destaque no Brasil e no mundo na vanguarda da defesa do meio ambiente.

A Usina de Arte João Donato compartilha dos mesmos valores e princípios ecológicos do nosso estado. Por isso, pensando nas boas práticas de consumo sustentável na administração pública, nós da Usina de Arte tomamos pequenas medidas diárias que contribuem efetivamente para a construção de um mundo melhor, evitando danos ao planeta.

Entre as ações adotadas, estão: a não disponibilização de copos descartáveis; o incentivo ao uso de canecas e garrafinhas individuais reutilizáveis por parte de alunos, funcionários e visitantes; a reutilização de papéis; a redução do gasto de energia elétrica, água e papel; a inclusão de temas ligados à educação ambiental em seus projetos pedagógicos e culturais.
teste 1

Esta é uma política adotada pelo governo do Acre no âmbito da administração pública visando à gestão consciente e correta dos recursos materiais e naturais disponíveis. No dia 1º de junho, o governo abriu a programação do mês do meio ambiente com um Seminário sobre Práticas Sustentáveis na Administração Pública. O evento aconteceu no auditório da Biblioteca Pública, em Rio Branco.

A Usina de Arte acredita que cada um fazendo o pouco que pode, podemos juntos fazer muito e mudar o mundo. Pequenas atitudes sustentáveis diárias e individuais, somadas a outras praticadas por outros milhões de cidadãos, podem reduzir sensivelmente os impactos ao meio ambiente.

logo_2017

No mundo do capital, quem reduz, reutiliza e recicla, produz lucro.