Marineide, Mari, Neide… uma usina de energia e ousadia!

Marineide, uma mulher saramaguiana, que sempre soube se levantar do chão. Uma Sara um dia oprimida pelo universo masculino; uma Faustina de marcante presença na vida da família; uma Gracinda decidida e de forte personalidade; uma Maria Adelaide, independente, que buscou sem cessar o levantar da mulher na sociedade…

Um ser iluminado que nunca deixou de ser menina e ao mesmo tempo soube como poucas ser MULHER. Uma mulher a frente de seu tempo, desde a adolescência. Soube fazer da sua vida o seu passeio público, como canta Lulu… Talvez ela tenha sido a última romântica em Rio Branco nestas últimas décadas… Acreditava que uma hora surgiria uma personalidade capaz de desavessar este mundo. Mari/Neide foi militante de causas coletivas, sempre defendendo e brigando pelos mais frágeis e injustiçados, pela preservação do meio ambiente.

Tinha uma energia de causar inveja. Uma feminista cheia de sensualidade e ousadia. Amou muito e intensamente, mas sem se deixar domar. Pouco ou nada se importava com a opinião alheia. Vivia as suas próprias opiniões e convicções. Achava tolice viver a vida assim sem aventura. Seu velho Gurgel que o diga!

Mari/Neide amava as artes! Atuava, produzia, consumia, difundia…

Por onde passava, conquistava amizades e concentrava gentes. Só faltava reunir a zona norte à zona sul…

Era livre, alegre e pura paixão! Iluminou a vida, já que a morte, sabia… cai do azul. Mari/Neide foi bela loucura! Sabia que o melhor é não ter razão…

Saudades de teu riso largo ecoando pelos corredores da Usina de Arte, amiga!

MISSA DE SÉTIMO DIA

A família comunica que a Missa de 7° Dia pelo falecimento de Marineide da Silva Maia será realizada às 19h, hoje, 18 de junho de 2019, na Catedral Nossa de Nazaré, localizada no centro da cidade de Rio Branco. A família enlutada agradece a todos que comparecerem para esse ato de fé e homenagens.