Exibição do curta-metragem Coisa-Malu na escola Francisco Augusto Bacurau

Aconteceu hoje à tarde, na escola municipal Francisco Augusto Bacurau, a exibição do curta-metragem Coisa-Malu.

Quando as luzes se apagaram, as crianças não faziam ideia da viagem que iriam fazer durante os próximos 25 minutos… A tela logo se encheu de cores, música, dança e seres fantásticos.  

WP_20170324_14_12_17_Pro

Ao fim da exibição, Tobias Rezende, um dos realizadores do filme, fez um bate papo com as crianças, que tinham entre 6 e 7 anos. Elas mais falaram sobre o que gostaram e o que lhes encantou, do que mesmo perguntaram. Entre as poucas perguntas que fizeram, insistiram na curiosidade em torno da transformação de Malu em uma mosca, em uma coisa, como disseram.

WP_20170324_14_34_09_Pro (2)

Malu também sente curiosidade em saber quem é ela, quando instigada pelo personagem Pífano a definir que “coisa” ela é. Enfim, conclui que pode ser muitas coisas, mas que principalmente ela é a coisa-malu.

Segundo o dicionário Aurélio, coisa é “tudo aquilo que não sabemos a resposta, ou que esta seja demasiada complicada ou inibidora de responder a outrem.” Então é isso. Isso é Malu. Tobias Rezende explica que o filme gira em torno do questionamento “que coisa eu sou?”, por isso o nome do curta-metragem ser Coisa-Malu.

E para encerrar a aventura das crianças, Tobias presenteou cada uma delas um marca texto e um cartão postal personalizados com a arte de Coisa-Malu.

WP_20170324_14_40_50_Pro

Esperamos que este seja apenas o começo da história da Usina de Arte com a escola Francisco Augusto Bacurau, que nos recebeu tão bem e muito agradeceu a visita em forma de cinema.

WP_20170324_14_43_01_Pro

Anúncios

Usina de Arte leva cinema para crianças em escola pública

Nesta sexta-feira, a Usina de Arte, por meio de seu programa Arte e Cultura na Comunidade, leva o cinema para a escola municipal de ensino fundamental Francisco Augusto Bacurau, localizada na rua Senador Guiomard, Vila Betel, bairro Floresta, em Rio Branco.

cartaz

Será exibido o curta-metragem infantil Coisa-Malu (2015), filme realizado por alunos do Instituto de Artes da Universidade de Campinas (Unicamp). O enredo narra a história de Malu, uma criança tímida que passa seus dias fantasiando, mas esconde isso por medo de ser julgada esquisita. Certo dia, conduzida pela melodia de um pífano, atravessa um portal que a transporta para uma terra mágica. Nela, Malu encontrará seres fantásticos e diversos desafios, enquanto procura a música que a levou até lá.

Coisa-Malu traz à tona elementos da cultura popular brasileira imersos no imaginário da protagonista Malu.

coisa-malu

O curta já passou por inúmeros festivais nacionais, além de ter sido exibido, em 2016, no Short Film Corner – Festival de Cannes.

O filme será apresentado por um de seus diretores, Tobias Rezende, que realizará um bate papo sobre o curta, com as crianças, após a exibição.

Inscrição para Oficinas de Formatação de Projeto – PRODAV TVs Públicas 2015/2016 – Região Norte

Linha de produção de Conteúdos para TVs Públicas do Programa Brasil de Todas as Telas – Ano 2 abre inscrições

 Investimentos de mais R$ 60 milhões em 5 editais regionais vão fomentar a produção de 56 obras para a programação das TVs do Campo Público

663_782842065154393_5890536719810695539_n

Estão abertas, desde o dia 28 de dezembro, inscrições para as cinco Chamadas Públicas regionais da Linha de Produção de Conteúdos destinados às TVs Públicas, do Programa Brasil de Todas as Telas – Ano 2. Pelo segundo ano consecutivo, a linha disponibiliza R$ 60 milhões em recursos do Fundo Setorial do Audiovisual distribuídos pelas cinco regiões do país. Os investimentos fomentarão a produção de 56 obras audiovisuais brasileiras independentes, correspondendo a 200 horas de programação.

Os editais cumprem o cronograma previsto pelo Calendário de Financiamento da ANCINE, compromisso assumido com o lançamento do Plano ANCINE + Simples, plano de ações para a qualificação da gestão do financiamento público do audiovisual.

A Linha de Produção de Conteúdos destinados às TVs Públicas tem como objetivo a regionalização regionalizar a produção de conteúdos audiovisuais independentes para destinação inicial ao campo público de televisão (segmentos de TV universitária, comunitária e educativa e cultural).

Os editais desta linha serão operados por meio de uma parceria entre a ANCINE, a Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura e a Empresa Brasil de Comunicação (EBC), e contam com o apoio da Associação Brasileira de Televisão Universitária (ABTU), Associação Brasileira de Canais Comunitários (ABCCOM) e Associação Brasileira de Emissoras Públicas Educativas e Culturais (ABEPEC).

Podem apresentar projetos as empresas produtoras brasileiras independentes registradas na Ancine que tenham sede na região em que se inscreverem, por no mínimo 2 anos, ou comprovada atuação de sócio nesta região, por igual período.

Os interessados devem preencher e finalizar a inscrição eletrônica disponível no site do BRDE e enviar a documentação requisitada no edital em envelopes lacrados, entregues por portador ou por serviço de encomenda registrada, para o escritório regional correspondente. Os projetos inscritos precisarão observar obrigatoriamente as descrições das propostas de programação definidas no Anexo I de cada um dos editais.  O prazo de inscrição se encerra em 31 de março.

A linha prevê o financiamento do valor integral da produção das obras na modalidade de investimento (aplicação de recursos com participação do FSA nos resultados comerciais dos projetos). A primeira licença das obras que compõem a programação será destinada para exibição inicial pelos canais do campo público de televisão, de forma não onerosa, pelo período de 1 ano, com exclusividade de seis meses.

As Chamadas Públicas regionais estão disponíveis para consulta no site do Fundo Setorial Audiovisual assim como uma seção de Perguntas Freqüentes do portal da ANCINE na internet, para tirar as dúvidas dos interessados.

Mais informações
A Chamada Pública PRODAV 08/2014 (Norte) pode ser encontrada no site www.brde.com.br/fsa
Dúvidas sobre a Chamada Pública podem ser enviadas para o e-mail:
Utnnorte01@gmail.com ou pelo telefone (92) 3215-4762

Propostas contempladas na primeira Chamada Pública já estão em fase de produção

A primeira Chamada Pública da Linha de Produção de Conteúdos destinados às TVs Públicas teve adesão de todas as regiões do país e número recorde de inscrições.  Os cinco editais resultaram na participação de 26 unidades federativas e 768 propostas inscritas – maior número já alcançado por uma linha do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA). Do total de propostas inscritas, 94 foram selecionadas, contemplando 83 empresas brasileiras independentes.

Inscrição para Oficinas de Formatação de Projeto – PRODAV TVs Públicas 2015/2016 – Região Norte

Para auxiliar os produtores independentes na qualificação dos projetos a serem inscritos nos editais, serão realizadas Oficinas de Formatação de Projeto em todas as capitais do país. Serão 3 oficinas por capital, cada uma dedicada a uma tipologia (animação, documentário e ficção). São 30 vagas por oficina a serem preenchidas por ordem de inscrição, desde que cumpridos os requisitos obrigatórios. Cada oficina tem carga horária de 20h/aula.

Para se inscrever em uma oficina, o(a) proponente deverá preencher o formulário de inscrição online (disponível em http://goo.gl/forms/4hqg8YnznZ) apresentando uma proposta de projeto para a categoria da oficina que pretende cursar.

Após o envio dos dados, o Escritório Regional da sua região confirmará a inscrição por e-mail e encaminhará o Termo de Compromisso (carta de intenção) para que a empresa produtora independente responsável pelo projeto assine, comprometendo-se a inscrever o projeto na chamada pública. O Termo deverá ser apresentado no 1° dia da oficina.

Em Rio Branco, as oficinas acontecerão na Usina de Arte João Donato, localizada na Avenida das Acácias, 1.155, Bloco B, Distrito Industrial, CEP 69.920-202.

CRONOGRAMA PARA OFICINAS EM RIO BRANCO

Documentário – 19 a 21/02/16 – com Gavin Andrews

Sexta – das 18h às 22h (4 horas de oficina)

Sábado – das 09h às 13h e das 14h às 18h (8 horas de oficina)

Domingo – das 09h às 13h e das 14h às 18h (8 horas de oficina)

Animação – 26 a 28/02/16 – com Jonas Brandão

Sexta – das 18h às 22h (4 horas de oficina)

Sábado – das 09h às 13hh e das 14 às 18h (8 horas de oficina)

Domingo – das 09h às 13hh e das 14 às 18h (8 horas de oficina)

Ficção – 16 a 19/03/16 – com Ana Alice de Morais

Quarta – das 18h às 22h (4 horas de oficina)

Quinta – das 18h às 22h (4 horas de oficina)

Sexta – das 18h às 22h (4 horas de oficina)

Sábado – das 09h às 13h e das 14h às 18h (8 horas de oficina)

mais informações pelo telefone: (68) 3229-6892