Governo lança edital para produção de vídeos documentários sobre os 50 anos do Acre

Incentivar a produção de obras audiovisuais que retratem a memória da cultura acreana é a ideia do edital que será lançado pelo Governo do Estado, através da Fundação de Cultura Elias Mansour, como parte da programação cultural das comemorações do Cinquentenário do Estado do Acre,  nesta quarta-feira, 13, às 19 horas, no Memorial dos Autonomistas.

doc_tv_-_borracha_para_a_vitoria

O concurso que traz como tema o “Acre – Cinquenta anos de Autonomia”, contemplará projetos de vídeos documentários de curta-metragem. O edital tem o apoio do Núcleo de Produção Digital da Usina de Arte João Donato e será lançado com a exibição do filme Borracha para a Vitória, de Wolney Oliveira.

Serão selecionados dois projetos documentários de curta-metragem que proponham uma visão original a partir de situações, manifestações e processos históricos e que explorem a temática. Cada premiado receberá o valor R$ 30 mil, através de assinatura de contrato de coprodução com a Fundação de Cultura e Comunicação Elias Mansour/Núcleo de Produção Digital da Usina de Arte João Donato. Os documentários premiados serão exibidos em cadeia estadual através da programação do Sistema Público de Comunicação/ TV Aldeia. A duração de cada vídeo será de 15 e 25 minutos. O período de inscrições será de 18 de junho a 21 de setembro de 2012.

Link: http://goo.gl/m0AB0

Borracha para a Vitória

O documentário de Wolney Oliveira narra a história do segundo ciclo da borracha e o resgate da dívida do Estado brasileiro para com 54 mil agricultores nordestinos, em sua maioria cearenses, que foram transferidos para a Amazônia a partir do acordo entre Brasil e Estados Unidos. Este visava a extração do látex para a produção de armamentos na Segunda Guerra Mundial.

Iludidos com a possibilidade de uma vida melhor na Amazônia e fugindo de mais uma seca milhares de nordestinos atenderam ao chamado do presidente Getúlio Vargas para irem ao Norte do país extrair o látex que seria enviado aos países aliados, que viviam a crise da borracha e não podiam fabricar pneus e armas em plena guerra.

Incentivados por promessas de dinheiro e uma vida melhor, os “soldados da borracha” encontraram uma saga de solidão, abandono e escravidão que o Brasil não conhece. São histórias de famílias inteiras que se mudaram para o Acre e nunca mais conseguiram voltar para seu estado de origem. Para muitos, um caminho sem volta que levou à morte 30 mil pessoas.

Programa Petrobras Cultural

A Petrobras lança mais 16 áreas de Seleção Pública da Edição 2010. A segunda fase do programa, com verba de R$ 52,2 milhões, é destinada à escolha de projetos dentro das três linhas de atuação do PPC: Formação; Preservação e Memória; e Produção e Difusão.

Os incentivos incluem desde projetos de pesquisa artística até projetos de distribuição de bens culturais. Podem inscrever-se projetos destinados à recuperação e digitalização de acervos, à manutenção de grupos e companhias de artes cênicas, à produção de filmes, a eventos de artes eletrônicas, à gravação de CDs, a turnês de shows/concertos, entre outros.

As 16 áreas completam o pacote da Edição 2010, que tem verba total de R$ 61,2 milhões e 19 áreas de seleção pública. A Petrobras espera receber projetos de todas as regiões do país para a realização dos patrocínios a partir de 2011.

Em dezembro de 2009, a Petrobras abriu inscrições para as áreas de Festivais de Música, Festivais de Cinema e Difusão de Filmes de Longa-Metragem em Salas de Cinema. Estas áreas são lançadas no final do ano e tem seus resultados anunciados no primeiro trimestre do ano seguinte, pois precisam ser realizadas ao longo do ano corrente.

Verba total: 61,2 milhões
Áreas de Seleção Pública: 19 (três já lançadas e com resultados divulgados – Festivas de Música, Festivais de Cinema e Difusão de Longa-Metragem)

LINHA DE ATUAÇÃO: FORMAÇÃO

Educação para as artes: ações e materiais
Verba total para o setor: R$ 2 milhões
Valor máximo por projeto: R$ 300 mil

Data-limite para inscrição: 20 de julho de 2010, às 18h

LINHA DE ATUAÇÃO: PRESERVAÇÃO E MEMÓRIA

Memória das Artes
Verba total para o setor: R$ 3 milhões
Valor máximo por projeto: R$ 500 mil

Data-limite para inscrição: 19 de julho de 2010, às 18h

Apoio a Museus, Arquivos e Bibliotecas – R$ 7 milhões
Verba total para o setor: R$ 4 milhões
Valor máximo por projeto: R$ 700 mil

Data-limite para inscrição: 19 de julho de 2010, às 18h

LINHA DE ATUAÇÃO: PRODUÇÃO E DIFUSÃO

Artes Cênicas
Verba total para o setor: R$ 14,6 milhões
Valores máximos por projeto:
– Manutenção de grupos e companhias de teatro e dança – R$ 1,4 milhão, R$ 1 milhão ou R$ 600 mil (para os dois anos)
– Manutenção de grupos, companhias e trupes circenses – R$ 800 mil, R$ 400 mil ou R$ 200 mil (para os dois anos)

Data-limite para inscrição: 21 de julho de 2010, às 18h

Audiovisual
Verta total para o setor: R$ 21,2 milhões
Valores máximos por projeto:
– Produção de longa-metragem em 35 mm – R$ 1,5 milhão, R$ 1 milhão, R$ 800 mil ou R$ 600 mil (conforme os critérios do regulamento)
– Produção de curta-metragem em 35 mm – R$ 80 mil
– Produção de longa-metragem digital – R$ 600 mil
– Produção de curta-metragem digital – R$ 60 mil

Data-limite para inscrição: 22 de julho de 2010, às 18h

Cultura Digital
Verba total para o setor: R$ 2,2 milhões
Valor máximo por projeto:
– Apoio a websites – R$ 150 mil
– Eventos de artes eletrônicas e cultura digital – R$ 200 mil

Data-limite para inscrição: 21 de julho de 2010, às 18h

Literatura
Valor total para o setor: R$ 810 mil
Valor máximo por projeto
Criação literária: ficção e poesia: R$ 54 mil

Data-limite para inscrição: 19 de julho de 2010, às 18h

Música
Valor total para o setor: R$ 4,4 milhões
Valor máximo por projeto:
Turnês de shows/concertos – R$ 400 mil
Gravação de CD – R$ 200 mil
Gravação para disponibilização pela internet – R$ 50 mil

Data-limite para inscrição: 23 de julho de 2010, às 18h

Próxima Entradas mais recentes