Inscrições abertas para cursos livres e FIC

Visando dar continuidade ao seu programa de formação e qualificação artística, o governo do Acre, por meio da Fundação de Cultura Elias Mansour (FEM) e do Instituto de Educação Profissional e Tecnológica (IEPTEC), comunica a abertura de processo seletivo para o preenchimento de 140 vagas em cursos gratuitos de qualificação profissional na área da cultura, destinadas a candidatos com faixa etária a partir de 15 e 16 anos de idade (perfil na ficha de inscrição). Serão ofertados cursos livres de teatro e artes visuais e os cursos de formação inicial e continuada (FIC) Contador de Histórias e Intérprete Teatral.

Os candidatos serão selecionados de acordo com as informações fornecidas na ficha de inscrição. As inscrições vão até dia 18 de março de 2020 e também podem ser feitas pessoalmente na Usina de Arte João Donato, das 08h00 às 12h00 e das 14h00 às 18h00 – ou ainda pelo website http://www.acre.gov.br.

Curso de Iniciação Teatral

Carga Horária: 100h
Início: 25 de março
Horário: 14h30 às 17h30
Dias da semana: quarta e sexta-feira
Vagas: 25

Objetivo: Iniciar os estudos da linguagem teatral por meio de exercícios e jogos teatrais, técnicas de improvisação e interpretação, leitura de textos e apresentação de cenas a fim de sensibilizar jovens para a prática do teatro.

Inscrição: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSdifzrFGnx9ttwIlR_cd9cYB27029wJ7gZjYpYsKtp37C6wnQ/viewform?vc=0&c=0&w=1&usp=mail_form_link

Curso FIC em Intérprete Teatral

Carga Horária: 160h
Início: 24 de março
Horário: 14:30h às 17:30h
Dias da semana: Terça e Quinta-feira
Vagas: 25

Objetivo: Fazer uma imersão no método de interpretação teatral desenvolvido por Constantin Stanislavski, realizando um estudo sobre a preparação do ator e a construção de personagens por meio de técnicas de interpretação dramática, laboratórios dramatúrgicos, jogos teatrais, improvisação e montagem teatral.

Inscrição: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScS2wkMo-hV5wPflRY5hxaTsMkFRLEj9HunadguGM8sKBk35Q/viewform?vc=0&c=0&w=1&usp=mail_form_link

Curso de Iniciação Teatral

Carga Horária: 100h
Início: 24 de março
Horário: 08h30 às 11h30
Dias da semana: terça e sexta-feira
Vagas: 25

Objetivo: Conhecer e experimentar a linguagem teatral por meio de jogos teatrais, técnicas de consciência corporal, exercícios vocais e de improvisação cênica, possibilitando ao estudante o desenvolvimento inicial de um corpo mais sensível, compunicativo e expressivo.

Inscrição: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSfG_dg9qXQ2Tzjd08nHIpXM4htAJUcXokpkn3oKjx3o0LMXeA/viewform?vc=0&c=0&w=1

Curso de Prática Teatral em Contexto

Carga Horária: 100h
Início: 23 de março
Horário: 08h30 às 11h30
Dias da semana: segunda e quarta-feira
Vagas: 20

Objetivo: Potencializar habilidades dos conhecimentos básicos em teatro por meio de laboratórios práticos a serem vivenciados em contextos sociais e de caráter educacional.

Inscrição: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScU23t0EOxc_QnupWuKgnJAAhL-HhnWYjw1UPFPjNlSE1B4PA/viewform?vc=0&c=0&w=1&usp=mail_form_link

Curso de Tons da terra: pigmentos naturais

Carga Horária: 80h
Início: 24 de março
Horário: 08h30 às 11h30
Dias da semana: terça e quinta-feira
Vagas: 25

Objetivo: Desenvolver a manufatura de tintas a partir da pesquisa e uso de solos da nossa região, estudando referências históricas, métodos e técnicas de produção e aplicabilidade das tintas naturais em diferentes suportes e contextos.

Inscrição: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSfvo2vzWu287rD_3x52z9ZRbhfeN7JyN-0ZhGDcQ226uL88sg/viewform?vc=0&c=0&w=1&usp=mail_form_link

Curso de Tons da terra: pigmentos naturais

Carga Horária: 80h
Início: 25 de março
Horário: 14h30 às 17h30
Dias da semana: quarta e sexta-feira
Vagas: 20

Objetivo: Desenvolver a manufatura de tintas a partir da pesquisa e uso de solos da nossa região, estudando referências históricas, métodos e técnicas de produção e aplicabilidade das tintas naturais em diferentes suportes e contextos.

Inscrição:
https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSewKksdVbsrAqffHKmTRlfUbguSBkhoj_ijYEDQz1hUcBi4uw/viewform?vc=0&c=0&w=1&usp=mail_form_link

Curso FIC Contador de Histórias

Carga Horária: 160h
Horário: 14h30 às 17h30
Dias da semana: segunda, quarta e sexta-feira
Vagas: 25

Objetivo: O curso de formação inicial e continuada Contador de Histórias tem o objetivo de qualificar jovens e adultos para que desenvolvam competências necessárias à contação de histórias, utilizando-se de recursos corporais, vocais e cênicos, e assim possam realizar ações empreendedoras na área, respondendo às necessidades regionais e locais quanto à geração de emprego e renda.

Inscrição: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSdwDSCezpnL1cYCkMKdNPsT1izL8ixKNJ2wFFVCiL3WIy9Kww/viewform?vc=0&c=0&w=1&usp=mail_form_link

Moças do Samba na Usina de Arte

Você sabia que tem mulher no samba? Independentemente de qual for sua resposta, o Governo do Acre, por meio da fundação Elias Mansour, convida para prestigiar a apresentação do trio Moças do Samba com o show Feminina Voz do Samba: o bar da Dona Clementina, que acontece neste domingo, 8 de março, às 19 horas na Usina de Arte João Donato.

Formado pelas artistas Carol Di Deus, Sandra Buh e Narjara Saab, o grupo propõe uma noite animada com clássicos da música brasileira para mostrar que, além de ter mulher no samba, mulher sabe fazer samba e faz todo mundo sambar. “Queremos celebrar o Dia Internacional da Mulher de um jeito bem brasileiro, daí a ideia de criar um ambiente de barzinho e, para isso, criamos o Bar da dona Clementina” explica Carol Di Deus.

Interpretada pela atriz Kétila Araújo, dona Clementina será a anfitriã do evento que, em meio às crises que muitos tem experimentado recentemente mundo afora, promete ficar guardado na memória do público como uma noite alegre e de acalento pra alma. O show é financiado pelo Fundo Municipal de Cultura e terá entrada gratuita.

Fundação de Cultura Elias Mansour abre exposição coletiva de Artes Visuais no Salão das Artes

A Fundação de Cultura Elias Mansour (FEM) realizará nesta quinta-feira, 6, às 19h, o vernissage da exposição coletiva Reexistência Resistência Resistir, que tem curadoria dos artistas plásticos Darci Seles e Luiz Carlos Gomes.

Esta exposição é a primeira edição do projeto Visualidades Permanentes, idealizado pela FEM com o objetivo de abrir espaço para que obras e ações de formação em diferentes linguagens artísticas possam ser apresentadas e oferecidas à população local de forma gratuita e permanente.

O vernissage acontecerá no Salão das Artes, espaço anexo ao prédio da FEM, assim como todas as outras ações do Projeto Visualidades Permanentes, que em cada mês trará um trabalho artístico de diferente modalidade: exposição de artes plásticas, instalações, performances de teatro e dança.

A proposta de a galeria Juvenal Antunes funcionar como um salão para agregar diferentes linguagens artísticas nasceu em dezembro de 2020, quando o espaço foi recuperado para abrigar o presépio de papel da Fundação Elias Mansour e uma exposição de pinturas do artista plástico Marco Lenísio.

Ainda naquele mês o salão recebeu uma exposição de aquarelas e uma perfomance teatral, ambas atividades desenvolvidas pelos alunos dos cursos livres da Usina de Arte João Donato, equipamento cultural da FEM.

Reexistência Resistência Resistir apresenta obras de 19 artistas plásticos de variadas vertentes, técnicas e trajetórias, que produzem continuamente em nossa cidade, cada um com seu olhar, traço e poética própria. As obras estarão expostas no período de 6 de fevereiro a 6 de março, promovendo um encontro simultâneo de diferentes experiências vividas para compartilhar visualidades e afetividades.

Para os artistas que participam da exposição, além de uma oportunidade de tornar seus trabalhos conhecidos do público, ela é uma provocação à reflexão sobre  como, socialmente, nosso país tem construído a identidade do artista e a simbologia da arte ultimamente. Admitem que compartilhar o espaço é uma forma de abrir esse diálogo, discutir conceitos e potencializar a resistência diante de um momento em que a arte teima em re-existir no Brasil.

Participam da exposição os artistas: Alexandre Anselmo, Alma, Beth Lins, Danilo de S’Acre, Darci Seles, Francisco Nerilson, Leia Haerdrich, Luiz Carlos Gomes, Luís Eduardo, Marco Lenísio, Murilo Santana, Natalino Santos, Paulo Félix, Paulo Tonon, Rafaela Zanatta, Rosilene Nobre, Ueliton Santana, Ulises Sanchez e Wennedy Filgueira.

Vernissage: 06/02, às 19h

Período de visitação: 06/02 a 06/03/2020

Local: Salão das Artes Horário de visitação: de 8h30 às 12h e de 14h às 17h30, de segunda a sexta-feira

Na Usina de Arte, o ano começa com música

Quem canta, seus males espanta, assim já bem diz o ditado. E, combinando o clima de festa e de boas energias de início de ano, com o apoio da Fundação Elias Mansour, o músico e compositor amazonense Eduardo Branco se apresentará na Usina de Arte João Donato com o show Soul Amazônia, sábado, 11 de janeiro, no teatro da a partir das 20 horas.

“Eu busquei, com a escolha do repertório, mostrar a transição do meu trabalho do Pop até chegar na regionalidade Amazônica” explica Eduardo. A apresentação faz parte da nova turnê do artista e também procura integrar artistas locais, possibilitando a troca de experiências.

Colocando músicas dos seus primeiros dois álbuns “Vida de Artista”(2011) e “Algo Mais (2016) junto com suas mais recentes composições, Eduardo Branco traça a mudança ocorrida no repertório e no modo de ser como artista e representante do Norte. Ritmos como o Carimbó, Boi Bumbá, Marabaixo, Lundu Marajoara e Brega Paraense dividem espaço com o Soul, Rock, Reggae e Baladas Românticas no imaginário caboco moderno.

O show terá participações especiais de artistas locais e um cenário inspirado em elementos da cultura acreana.

Você pode conferir o trabalho do artista pelo Spotify (https://open.spotify.com/album/3QqTVaUPw7LOySWwYhuHNX?si=naJTu2DcSian5j8K861wpg)
E, no sábado, fazer parte da plateia para prestigiar, cantar e dançar junto com Eduardo ritmos e letras bem brasileiras, especialmente nortistas!

Fotos: AcreaHannah

FEM realiza encerramento de cursos livres na Usina de Arte

Amanhã, 17 de dezembro, o governo do Acre, por meio da Fundação de Cultura Elias Mansour, apresentará três trabalhos de conclusão dos cursos livres ofertados na Usina de Arte João Donato neste segundo semestre de 2019. São produções artísticas em diferentes linguagens.

O Curso de Aquarela se encerrará com a exposição Imersões em Cores, que agraciará o público com a apreciação de uma seleção de aquarelas criadas pela turma durante os três meses de curso. Durante as aulas foram trabalhadas as principais técnicas e recursos da aquarela, desde a introdução ao desenho à preparação de cores e a obtenção de efeitos e texturas.

A turma está com uma exposição na OCA e permanecerá com Imersões em Cores no Salão das Artes, espaço anexo à Fundação Elias Mansour, até dia 31 deste mês. A vernissage terá início às 18h. A curadoria da exposição é da artista plástica Rosilene Nobre, mediadora da turma.

O curso de Iniciação Teatral do período matutino fará uma intervenção artística, Arteróide, que terá início no estádio José de Melo, seguirá em direção à OCA e dali caminhará para o terminal urbano do centro.

A dramaturgia, roteirizada e dirigida por Amanda Graciele, mediadora da turma, levará o público a uma viagem pelas lonjuras de uma ilha desconhecida. Para chegar lá é preciso virar curva, subir ladeira, atravessar rio, escalar montanha e seguir centenas de quilômetros adentro de uma floresta densa até chegar a um portal invisível aos olhos humanos, onde existe um povo estranho, dizem que vindo do outro mundo.

Este lugar misterioso chamam-no de Arteróide. Nele, segundo narra-se, existiria uma tal árvore do desejo que, de forma enigmática, veio parar nas terras do País Acre. É nessa troca entre o povo do Outro Mundo e do País Acre que tudo pode acontecer, inclusive a partilha do canto, da dança, da poesia, dos abraços e sorrisos.

A turma de Leitura Dramática apresentará na Usina de Arte, às 15h30, a leitura do texto A Falecida, de Nelson Rodrigues, como resultado de uma imersão de três meses em estudo de textos teatrais, momento em que os alunos puderam explorar e ampliar as possibilidades de expressão vocal, compreendendo como se dá o tempo, o ritmo, a expressão corporal e a presença cênica na relação com o texto. A mediadora da turma é Claudia Toledo, atriz e diretora de teatro.

FEM encerra curso livre de Teatro na Usina de Arte

O Governo do Acre, por meio da Fundação de Cultura e Comunicação Elias Mansour (FEM), neste mês de dezembro promove o encerramento de alguns cursos livres que ofertou neste segundo semestre de 2019 na Usina de Arte João Donato. Nesta sexta-feira 13 fará o encerramento de uma das turmas de Iniciação Teatral levando ao público o experimento cênico Liberdade.

Liberdade se constrói a partir de uma leitura do Mito da Caverna, de Platão, e de poemas e frases de Clarice Lispector, Manoel de Barros, Goethe, Charlie Chaplin e Henry Miller.

A performance corporal dialoga com os textos e vai desenhando em cena uma dramaturgia em que o tema liberdade é explorado sob a ótica do cerceamento do livre pensamento e livre expressão, simbolizando a prisão cotidiana que nos condiciona a uma época em que predomina a opinião rasa, superficial. Provoca uma reflexão acerca de como temos enxergado o mundo de maneira distorcida e restrita sem que nos demos conta da totalidade e da infinidade das coisas.

O trabalho tem montagem e direção da mediadora da turma, Claudia Toledo. A apresentação será às 16h no teatro da Usina de Arte João Donato. Entrada gratuita.

Será um prazer recebê-lo como público!

SESC, em parceria com a FEM, oferece oficina de Animação 2D

O Serviço Social do Comércio (SESC), em parceria com a Fundação de Cultura Elias Mansour, comunica a abertura de inscrições para 25 vagas da oficina de Animação 2D, com Ítalo Rocha e Marcelo Zuza. As aulas terão início na segunda-feira, 11, e acontecerão no horário das 08h às 12 horas na Usina de Arte João Donato. Serão cinco encontros ao todo, de 11 a 15 de novembro, com carga horária total de 20 horas.

Durante a oficina, serão trabalhados criação de personagens, princípios da animação, stop motion, desenvolvimento de narrativa e edição de imagem e som. As inscrições vão até sexta-feira, 8.

Público alvo: desenhistas iniciantes, artistas visuais e áreas afins, bem como pessoas interessadas em conhecer sobre como é produzido um desenho animado.

Para realizar a inscrição, basta preencher o formulário disponível no link abaixo:
https://docs.google.com/forms/d/1RgpEgqR_VokqGZ-4sMWfzIxX_5vFyX6YPcI2XTEq8LI/edit

Os candidatos inscritos serão selecionados com base na carta de intenção e currículo. A lista com os selecionados será divulgada no blog da Usina de Arte no dia 09/11.

Mais informações: 3229-6892 / usinadearte.acre@gmail.com

Entradas Mais Antigas Anteriores