Usina de Arte apresenta Palco Giratório

foto O quadro de Todos JuntosCena da peça “O Quadro de Todos Juntos”

A Usina de Arte, ante a responsabilidade de ser uma instituição difusora da cultura, convida a todos para a apresentação do espetáculo “O Quadro de Todos Juntos”, na sexta-feira, 13, às 20h, no Teatro da Usina de Arte. Com classificação indicativa para 18 anos, a peça é produzida e estrelada pelo “Grupo Pigmalião Escultura que Mexe” de Minas Gerais, e faz parte da programação do Projeto Palco Giratório – Circuito de Artes Cênicas do Serviço Social do Comércio – Sesc. Os ingressos podem ser retirados ao preço de R$ 10 e R$ 5.

O ESPETÁCULO
A apresentação relata a história de uma família que, ao posar para um retrato revela além da superficialidade. Mostra a frágil estrutura por trás dessa imagem perfeita. Um espetáculo perturbador onde máscaras e bonecos se misturam e criam a ilusão de serem feitos da mesma matéria: Carne.

PALCO GIRATÓRIO
Completando 20 anos de estrada em 2017, o Palco Giratório apresenta diversos espetáculos que passam por todos os estados do país, levando, além das apresentações dos espetáculos, uma vasta programação de oficinas, palestras, seminários, bate papo, pensamento giratório e outros.

A oficina ministrada pelo grupo acontece nos dias 10 e 11 de outubro das 09h às 12h e das 14h às 17h no Sesc Centro, com inscrições na hora. Já no dia 12, às 18h30, na Praça da Revolução, o grupo apresenta o espetáculo “Seu Geraldo: Voz e Violão”, um espetáculo musical de teatro de bonecos recheado de improviso e humor.

O GRUPO
O Pigmalião Escultura Que Mexe desenvolve seus trabalhos no limite entre as Artes Cênicas e as Artes Visuais. Com 10 anos de trajetória e tendo circulado por diversos países, o grupo sempre procurou criar espetáculos que abordassem tabus universais. A aparência irreal de vida das marionetes, o simulacro das máscaras e as ilusões da relação dos atores com seres inanimados são suas ferramentas para tocar filosoficamente o público. Na construção contínua de sua identidade, o Pigmalião busca, dentre outras coisas, o reconhecimento do teatro de bonecos na produção artística contemporânea.

Anúncios