OFICINA DE PRÁTICA DE CONJUNTO PARA INSTRUMENTOS DE SAMBA COM PEDRO MIRANDA E LUÍS FILIPE DE LIMA

banners virtuais3

OFICINA DE PRÁTICA DE CONJUNTO PARA INSTRUMENTOS DE SAMBA

OPORTUNIDADE! ABERTAS AS INSCRIÇÕES PARA CADASTRO RESERVA. BASTA ACESSAR O LINK:

https://docs.google.com/forms/d/1u5drodETtPiqgiZlwq-1o-64b-D5ahMiZc0lUqUWddw/viewform?usp=send_form

ATENÇÃO!!! INSCRIÇÕES ENCERRADAS! O RESULTADO SERÁ DIVULGADO EM BREVE

SOBRE O PROJETO O Projeto A mulher e o Samba no Acre é uma realização da Jam Som – Sonorização e Iluminação em parceria com o núcleo de produção do grupo Moças do Samba e tem como patrocinador o Banco da Amazônia. Será realizado no espaço da Usina de Arte João Donato e propõe a realização de oficinas na área da Música tendo como foco o Samba. As oficinas, ministradas por profissionais de renome no samba, objetivam proporcionar o intercâmbio cultural. SOBRE AS OFICINAS As oficinas de Prática de Conjunto para Instrumentos de Samba serão ofertadas na Usina de Arte João Donato, em 2 (duas) turmas de 15 (quinze) alunos cada e, ministradas pelos músicos Luís Filipe Lima e Pedro Miranda. Têm como objetivo promover a troca de conhecimentos entre músicos do samba local, bem como o intercâmbio com os oficineiros que trazem na bagagem ampla experiência artística nesse gênero musical. O projeto incentiva a participação das mulheres, destinando a elas vagas nas oficinas, com o intuito de contribuir para o ingresso de mais musicistas do gênero feminino no cenário do samba local. Será oferecido um repertório específico direcionado para composições de samba escritas e/ou consagradas por mulheres. Através da promoção de práticas coletivas, os músicos formarão equipes que trabalharão esse repertório para posterior apresentação de uma prática de grupo no último dia de oficina como demonstração do resultado. Todo o processo será acompanhado pelos dois oficineiros, que contribuirão com seus conhecimentos para a conclusão desse trabalho em equipe. SOBRE OS OFICINEIROS Luís Filipe de Lima | Instrumentista (violonista). Compositor. Jornalista. Ator. Diretor teatral. Estudou violão com Lourenço Baeta, Billy Teixeira e Horondino Silva (Dino), com quem se especializou no violão de 7 cordas. Em 1996, recebeu o título de Mestre em Comunicação e Cultura, apresentando à Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro dissertação intitulada “Elementos da música ritual afro-brasileira”.  Percussionista autodidata. Iniciou sua carreira musical freqüentando rodas de samba e choro no Rio de Janeiro. Acompanhou sambistas como Ivone Lara, Beth Carvalho, Martinho da Vila, Elton Medeiros, Wilson Moreira, Nei Lopes, Elza Soares, Moacyr Luz, Walter Alfaiate, Nelson Sargento, Délcio Carvalho, Wilson das Neves, Bezerra da Silva e Monarco. Atuou também na área do choro, ao lado de Pedro Amorim, Henrique Cazes, Dirceu Leite, Eduardo Neves, Rui Alvim e Alexandre Romanazzi, entre outros. É autor de diversos artigos sobre música popular brasileira publicados em revistas especializadas. (Visto em <http://www.dicionariompb.com.br/luis-filipe-de-lima> em 06 de julho de 2015.) Pedro Miranda | Pedro Miranda tem raiz na cultura popular brasileira e começou a carreira em 1997 no bloco de carnaval carioca Cordão do Boitatá. A busca por novos instrumentos e sonoridades levou o artista a viajar para o Norte do país e conhecer a pluralidade das manifestações culturais da parte de cima do nosso Brasil. Ao voltar para o Rio, Pedro mergulhou de vez na música e realizou uma série de trabalhos com o Grupo Semente, Cordão do Boitatá, Anjos da Lua, Rancho Flor do Sereno, Garrafieira e Samba de fato. Em 2006, o primeiro CD do cantor, ‘Coisa com coisa’, veio à tona. Três anos depois, Pedro Miranda lançou o segundo CD, ‘Pimenteira’, só com composições inéditas. O trabalho foi muito bem aceito pela crítica e rendeu elogios e release do cantor e compositor Caetano Veloso. (Visto em <http://www.zoasom.com/originalidade-e-samba-com-pedro-miranda/> em 06 de julho de 2015.) SERVIÇO Período das Oficinas | 11 a 14 de agosto de 2015 Horário | dias 11, 12 e 13/08 das 18h00 às 22h00 e dia 14/08 das 19h00 às 22h00 Carga Horária | 15h Local | Usina de Arte João Donato Público Alvo: Músicos Instrumentistas que tenham domínio intermediário sobre algum dos instrumentos que compõem uma roda de samba. Músicos membros de grupos de samba local. Obs: Serão oferecidas vagas para mulheres que se enquadrem nos perfis citados. Período de Inscrição: de 15 a 25 de julho de 2015 Número de vagas: Turma 1 – 15 vagas e Turma 2 – 15 vagas (30 vagas) Processo Seletivo: Para pleitear uma vaga o candidato deverá preencher integralmente a ficha de inscrição disponível no blog: www.usinadeolhares.wordpress.com e aguardar um e-mail com a confirmação da inscrição, ou ainda se dirigir à Usina de Arte João Donato nos horários de 9h00 às 12h00 e das 14h30 às 17h00 entre os dias 15 e 25 de julho de 2015. A seleção dos candidatos será realizada pela coordenação do projeto A Mulher e o Samba no Acre juntamente com os músicos oficineiros com base nos dados informados nas fichas de inscrição. O resultado da seleção será divulgado até o dia 07 de agosto de 2015 no blog www.usinadeolhares.wordpress.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: