O projeto “Travessia”, da performer paulista Talma Salém será realizado em Rio Branco no dia 23/01

travesia-580x387

O projeto “Travessia”, da performer paulista Talma Salém será realizado em Rio Branco no dia 23, sexta, às 10 horas, na Praça da Revolução. O trabalho tem a colaboração do coreógrafo americano Sherwood Chen. A performance transmídia é uma intervenção para espaços públicos.

“O trabalho proporciona a alteração do espaço-temporal por meio de uma movimentação instável e contínua. Chamo de um corpo quadrúpede, sem rosto, que avança lentamente buscando no horizonte do olhar para trás seu ponto de equilíbrio”, explica Talma Salem.

A intervenção foi criada dentro do projeto “Guerrilha Poética: cartografia dos sentidos”, contemplado pelo prêmio Funarte Petrobras Klauss Vianna 2012 e é fruto de um processo de imersão em uma sala de ensaio de um antigo hospital transformado no Instituto Cultural Mundo Novo, em São Paulo, após três semanas de convivência com 20 outros artistas.

“Um olhar para dentro. Um corpo que avança e traça só o seu caminho”, define a artista. O projeto é contemplado com o Prêmio Funarte de Artes de Rua, e tem o apoio cultural local do governo do Estado, por meio da Fundação Elias Mansour (FEM).

O encontro laboratório

O projeto envolve também uma oficina, uma espécie de encontro laboratório, nos dias 23, 24 e 25 deste mês, na Usina de Arte, das 15 às 18 horas. As inscrições para a formação podem ser efetuadas pelo link https://goo.gl/forms/P5t8okzGYK

“O objetivo é encontrar criadores locais e compartilhar metodologia de criação relacionados à pesquisa”, diz Talma Salem, que propõe no encontro um espaço de experimentações ligadas à performance “T r a v e s si a”.

O laboratório se destina a artistas profissionais e amadores com interesse nas artes do corpo e na criação para o espaço público.

ABERTAS AS INSCRIÇÕES PARA O LABORATÓRIO DE CRIAÇÃO EM PERFORMANCE

travesia_rio branco

RIO BRANCO RECEBE OFICINAS DO FUNDO SETORIAL PARA PROJETOS AUDIOVISUAIS

A Fundação Joaquim Nabuco, por meio do Centro Audiovisual Norte-Nordeste (CANNE), realizará novamente oficinas de formação e capacitação em audiovisual em Rio Branco. Desta vez são Oficinas de Capacitação de Projetos Audiovisuais para as linguagens de Animação, Documentário e Ficção.

Este projeto de oficinas acontece numa cooperação entre o Canne/Fundaj, a Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura (SAv/MinC) e as Unidades Técnicas da Linha de Produção de Conteúdos Destinados às TVs Públicas do Fundo Setorial do Audiovisual – UTs/FSA.

As oficinas acontecerão na Usina de Arte João Donato, terão carga horária de 20 horas, serão gratuitas e têm o objetivo de preparar os interessados em participar dos editais da linha das TVs públicas do Programa Brasil de Todas as Telas.

brasil_de_todas_as_telas

Cada oficina terá até 30 vagas, a serem preenchidas por ordem de inscrição, desde que cumpridos os requisitos. As inscrições já estão abertas por meio do link https://docs.google.com/forms/d/1xqBfolP3QCl9qBpVSTJex699gcU6PaQ2DcblA8nwi48/viewform?c=0&w=1

Para se inscrever, o proponente deve preencher o formulário e enviá-lo na forma indicada. O interessado deverá apresentar proposta de projeto para a categoria da oficina que pretende cursar, contendo nome, formato, uma pequena sinopse e o estágio do projeto. Também deverá apresentar no primeiro dia da oficina uma carta de intenção (termo de compromisso) de uma empresa produtora, devidamente registrada na Ancine, se comprometendo a realizar o projeto.

Abaixo, seguem informações sobre instrutor, categoria, horário e data das oficinas.

Adirley Queiroz de Andrade /Brasília-DF, Documentário, das 14h às 22h (sexta) e das 14h às 20h (sábado e domingo), de 23 a 25/01/2015

Maurício Martins Nunes /Recife-PE, Animação, das 14h às 22h (sexta) e das 14h às 20h (sábado e domingo), de 30/01 a 01/02/2015

Guilherme Fiuza / Belo Horizonte-MG, Ficção, das 14h às 22h (sexta) e das 14h às 20h (sábado e domingo), de 6 a 08/02/2015

Obs.: poderá haver readequação dos horários das oficinas, conforme análise dos instrutores.

As aulas consistirão em uma abordagem conceitual e instrumental às linhas de financiamento e editais nacionais, com ênfase numa linha de produção do Fundo Setorial para Audiovisual para TVs públicas. O conteúdo inclui:
– Conhecimento geral das leis federais de incentivo voltadas ao audiovisual;
– Diretrizes e linhas do Fundo Setorial Audiovisual (FSA);
– Desenvolvimento dos projetos individuais com a realização de dinâmicas guiadas para o aprimoramento e correto preenchimento do formulário de inscrição;
– Adequação dos projetos aos respectivos editais vigentes, visando objetividade e clareza nos tópicos descritivos, cronogramas de produção e orçamentos.

Mais informações no site do MinC.  http://www.cultura.gov.br/