“Z”, de Costa-Gavras, no Ponto de Exibição Hélio Melo

 
 
Filme de caráter investigativo denuncia a violência da ditadura na Grécia, instalada na década de 60

O Cinema do Mundo exibe o filme “Z”, do diretor Costa-Gavras, nesta quinta-feira, 18, às 19 horas, no Ponto de Exibição Hélio Melo. A história de “Z” é baseada no romance homônimo de Vassilis Vassilikos sobre o caso do deputado Grigorios Lambrakis, assassinado por paramilitares em 1963 na Grécia. Por ser um filme intenso e de cunho denunciativo, chegou a ser proibido no Brasil na época da ditadura militar.Um deputado de esquerda morre vítima de acidente. Um jovem juiz investiga e descobre indícios de uma grande conspiração para assassiná-lo envolvendo a polícia e membros do poder. O filme especula a violência da ditadura na Grécia (década de 60) e tem como trama básica o assassinato de um político liberal, cometido como se fosse um acidente.

Prêmios – O filme levou as estatuetas do Oscar nas categorias de melhor Filme Estrangeiro e Melhor Edição em 1970 (além de ter sido indicado como Melhor Filme, Melhor Diretor e Melhor Roteiro Adaptado), recebeu o Globo de Ouro como Melhor Filme Estrangeiro (1970), ganhou o Prêmio do Júri e o Prêmio de Melhor Ator (Jean-Louis Trintignant) no Festival de Cannes (1969).

Além dos prêmios e nomeações, “Z” foi o primeiro filme a ser indicado nas categorias de Melhor Filme e Melhor Filme Estrangeiro no Oscar. Realização do Governo do Acre, através da Fundação Elias Mansour, em parceria com a ABDeC/AC. Entrada franca.

Serviço: Theatro Hélio Melo – Av. Getúlio Vargas, s/n – Centro – Tel: 3224-2133

Fonte: www.agencia.ac.gov.br

APOIO À PRODUÇÃO AUDIOVISUAL – INSCRIÇÕES ABERTAS

ctav

Empréstimo de equipamentos

Edição

Transcrição de som

Mixagem

Transfer 35mm

 

Se você tem um projeto de curta ou média-metragem precisando de um dos serviços relacionados acima, inscreva-se no Portal do CTAv: www.ctav.gov.br. As inscrições também estão abertas aos longas-metragens não comerciais, mas o atendimento é prioritário aos curtas e médias. Os serviços são gratuitos e oferecidos de acordo com critérios estipulados no Regulamento para utilização de serviços do CTAv.

O Centro Técnico Audiovisual faz parte da estrutura da Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura. O órgão passou em 2008 por uma reestruturação interna e limpeza dos estúdios. As inscrições foram reabertas no dia 1º/12/2008 e agora serão permanentes. Para concorrer à utilização dos serviços basta entrar no Portal do CTAv www.ctav.gov.br e fazer sua solicitação.

O ano de 2009 foi dividido em seis períodos de execução de serviços. O primeiro (Período 1/2009) começa em 19/01/2009. Projetos inscritos até 31/12/2008 entram nesta primeira seleção, a lista dos contemplados será divulgada no mesmo portal no dia 12 de janeiro. Os projetos inscritos de 1º/01/2009 a 31/01/2009 concorrem ao período 2/2009, que começa no dia 02/03, com resultados divulgados em 16/02. As datas seguintes serão divulgadas no mesmo Portal, bem como a agenda de serviços. Fique atento.

Não perca tempo, inscreva seu projeto: www.ctav.gov.br

OBS: Os serviços mais eventuais, como utilização de Truca e Moviola 35mm, por exemplo, devem ser solicitados diretamente à área técnica pelo email cotec.ctav@cultura.gov.br.

 

Filmoteca Acreana inaugura com a Mostra de Cinema Italiano e Mostra Charles Chaplin

Com novas instalações, espaço trabalhará com a formação de público, por meio de mostras e ciclos de exibição

A Filmoteca Acreana reabre ao público com a Mostra do Cinema Italiano e a Mostra Charles Chaplin, nesta terça-feira, com três sessões diárias. O espaço pertence à Biblioteca Pública do Estado, que será inaugurada nesta segunda-feira, oferecendo ao público um novo projeto, que traz como conceito promover o acesso do público, principalmente jovem, às mais diversas mídias e linguagens.

Mais ampla, com capacidade para 116 lugares, além de uma estrutura de equipamentos digitais, a Filmoteca, com suas novas instalações permitirá a realização de uma programação com mostras, oficinas, seminários e outras ações que tenham foco principalmente na linguagem audiovisual e suas diversas vertentes.  

A programação objetiva um trabalho elaborado com base na formação de público, estimulando o debate, por meio de mostras e ciclos de exibição focados no cinema italiano, alemão, francês, iraniano, brasileiro, cubano, argentino e outros. 

A mostra italiana reúne filmes representativos da fase mais bem sucedida do cinema italiano, com diretores que entraram para a história do cinema mundial – Roberto Rosselini, Vittorio de Sica, Federico Fellini, Luchino Visconti, Pier Paolo Pasolini e Mário Monicelli. A mostra também traz filmes de autores mais recentes como Giuseppe Tornatore.

 

PROGRAMAÇÃO

 

Mostra de Cinema Italiano

Terça – 09/12

19h às 21h – Roma Cidade Aberta (97 min – 1945) – Roberto Rosselini
Entre 1943 e 44, Roma, sob ocupação nazista, é declarada “cidade aberta”, para evitar bombardeios aéreos. Nas ruas, comunistas e católicos deixam suas diferenças de lado para combater os alemães e as tropas fascistas.  

Quarta – 10/12

19h às 21h – Rocco e Seus Irmãos (175 min – 1960) – Luchino Visconti 
O filme é mais uma pérola do neo-realismo italiano.  O filme narra a trajetória de uma família pobre que deixa sua cidade natal, no sul da Itália, e parte em direção à rica e industrial Milão, na esperança de uma vida melhor. 

Quinta – 11/12

19h às 21h – Ontem, Hoje e Amanhã (117 min – 1963) – Vittorio De Sica
Os astros do cinema italiano, Sophia Loren e Marcello Mastroianni, vivem encontros e desencontros em três divertidas histórias sobre três diferentes casais em três contextos sociais distintos. 

Sexta – 12/12

19h às 21h – Oito e Meio (140 min. – 1963) – Federico Fellini 
Em crise existencial e pressionado por todos os lados, um diretor decide se internar em uma estação de águas para buscar inspiração. 

Sábado 13/12

18h às 20h – Medeia – A Feiticeira do Amor  (110 min – 1969) – Pier Paolo Pasolini 
Em seu único papel no cinema, a diva Maria Callas vive a feiticeira Medéia, que mata o próprio irmão para fugir com o amado, Jasão, que roubara o velocino de ouro. 

Domingo 14/12

16h às 18h  – Cinema Paradiso (155 min. – 1982) – Giuseppe Tornatore
O filme conta a trajetória desde a infância difícil, passando pelos problemas da adolescência, até a maturidade de Salvatore di Vitto (também conhecido por todos como Toto).  

Segunda 15/12

19h às 21h – Amacord (127 min. 1973) – Federico Fellini 
Amacord é uma palavra do dialeto Emilico-Romano que significa Me Recordo. Neste filme, o diretor retratou suas memórias autobiográficas de um período de sua adolescência através do olhar de um rapaz chamado Totti em Rimini. 

 

Sexta 19/12

19h às 21h – Parente é Serpente ( 100 min. 1992) – Mario Monicelli
Uma família tipicamente italiana se reúne na casa da nonna para a ceia de Natal. Separados pela distância e estilos de vida bem diferentes, tudo transcorre em clima de festa, até que as verdadeiras personalidades de cada um dos irmãos vão sendo expostas. 
 

Mostra Charles Chaplin 

Terça – 09/12

O Garoto – (68 min. 1921)
Sessões – 10h às 12h  e 15h às 17h 

Chaplin traz seu adorável vagabundo Carlitos, um vidraceiro ambulante que adota bebê abandonado em carrinho de luxo, dosando com maestria humor e drama na trajetória do menor abandonado. Primeiro melodrama de Chaplin, com soluções originais para a época, como o sonho, por exemplo. 

 

Quarta – 10/12

Em busca do Ouro –  (96 min. 1925)
Sessões – 10h às 12h  e 15h às 17h 

Durante a corrida do ouro de 1898, nosso vagabundo (Charles Chaplin) tenta a sorte no Alasca. Porém, tudo o que ele consegue é arrumar bastante confusão com Jim McKay (Mack Swain) e se apaixona pela dançarina Georgia (Georgia Hale). 

Quinta – 11/12

Luzes da Cidade – (87 min – 1931)
Sessões – 10h às 12h  e 15h às 17h  

Após se apaixonar por uma florista cega que acredita que ele seja um milionário, um vagabundo tenta conseguir o dinheiro necessário para que sua amada faça uma operação que lhe permita voltar a enxergar.  

Sexta – 12/12

Tempos Modernos – (87 min. – 1936)
Sessões – 10h às 12h  e 15h às 17h  

Um operário fica louco com o ritmo intenso do trabalho braçal onde consegue o seu ganha pão. Demitido, acaba parando em um hospital. Quando sai, é confundido durante um protesto comunista e acaba preso. Em meio a toda essa confusão, ainda arruma tempo para ajudar uma jovem órfã. 

Segunda – 15/12 

O Grande Ditador – (128 min. 1940)
Sessões – 10h às 12h e 15h às 17h  

Chaplin faz dessa vez dois personagens: o judeu e o ditador. Que são idênticos. O judeu é um ex-combatente da primeira guerra, elo tempo à sua vida normal depois de ficar um belo tempo internado em um hospital. 

Sexta – 19/12

Vida de Cachorro – (40 min – 1918)
Sessões – 10h às 12h e 15h às 17h  

Paralelo entre a vida de um vagabundo e de um cachorro, mostra de maneira cômica e afetuosa a cumplicidade de ambos, ora um sendo o salvador, ora sendo salvo pelo outro. Num baile, uma moça que é explorada pelo proprietário do salão junta-se à dupla.  

 

 

 

 

*Toda a programação acontece na Filmoteca da Biblioteca Pública.

 

 

Fonte: Agência de Notícias

ANIMATV abre inscrições para concurso de séries de animação para TV

 Estão abertas de 8 de dezembro de 2008 a 21 de janeiro de 2009 as inscrições para o Programa ANIMATV, uma realização da Secretaria do Audiovisual e Secretaria de Políticas Culturais do Ministério da Cultura, da Empresa Brasil de Comunicação – TV Brasil, da Fundação Padre Anchieta – TV Cultura, da Associação Brasileira das Emissoras Públicas Educativas e Culturais – ABEPEC, com o apoio da Associação Brasileira de Cinema de Animação – ABCA.

A partir de um investimento total em produção de conteúdos de R$ 3,9 milhões, o Programa ANIMATV selecionará projetos de série de animação dirigidas à infância e à adolescência nas faixas etárias de 6 a 11 anos ou de 12 a 14 anos. As instruções e formulários para inscrição estarão disponíveis a partir de segunda-feira, 8, no site http://animatv.cultura.gov.br.

Serão produzidos 18 pilotos de 11 minutos e, após a transmissão nacional em Rede Pública de TV e a realização de pesquisas inéditas de audiência, serão selecionados dois programas para produção de séries de 12 episódios cada.


Funcionamento

O ANIMATV divide-se em duas etapas:

Na primeira, premiará 18 Projetos de Série de Animação com um contrato de Co-produção no valor de R$ 110 mil para a realização de um episódio-piloto de 11 minutos e para o desenvolvimento do Projeto Completo da Série de Animação (denominado internacionalmente como bible). O concurso prevê também a participação em Oficina para Desenvolvimento de Projetos com renomados especialistas no mercado internacional de animação. Os episódios produzidos terão teledifusão nacional em Rede Pública de Televisão.

A inscrição dos projetos deverá ser feita por pessoa física (autor). Na primeira etapa, a Comissão de Seleção avaliará os projetos sem ter acesso aos nomes dos proponentes e indicará os 30 melhores para participarem de pitching. Após a realização do pitching, a Comissão indicará os 18 projetos premiados.

A segunda etapa de seleção será realizada após a exibição dos 18 episódios-piloto. Durante a veiculação serão feitas Pesquisas Qualitativas e Quantitativas de receptividade do público aos pilotos apresentados. As pesquisas também balizarão a decisão da Comissão de Seleção na segunda etapa, que premiará dois dos 18 projetos com:

l  Contrato de co-produção no valor de R$ 950 mil, para a produção de mais 12 episódios de 11 minutos;

l  Teledifusão nacional da série em Rede Pública de Televisão.


Cronograma

A divulgação dos 30 projetos selecionados para o pitching está prevista para o dia 19 de fevereiro de 2009 e o anúncio dos 18 projetos que serão produzidos está marcado para 16 de março.

O ANIMATV selecionará projetos com potencial de geração de audiência junto aos públicos telespectadores brasileiros e com potencial de co-produção nacional e internacional.

 

Saiba mais:


Projetos

As inscrições serão feitas a partir dos formulários disponíveis no site http://animatv.cultura.gov.br.

As propostas deverão estar assim estruturadas:

i.      Conceito Geral (Breve descrição do conceito da série com no máximo 8 linhas, estabelecendo de forma resumida o tema e tom da série e seu enredo base);

ii.     Proposta de Série de Animação em 1 página (Apresentação da proposta de série de animação, incluindo tema, tom e resumo do enredo da série, com indicação da faixa etária escolhida);

iii.    Personagens (Descrição dos personagens principais, incluindo seu perfil psicológico e as relações que estabelecem entre si. Quinze linhas para cada descrição);

iv.   Concepção Visual (Descrição do estilo de direção de arte que se pretende imprimir ao projeto e sua relação com custos e prazos de produção. Máximo de 1 página);

v.    Arte Conceitual (No mínimo cinco desenhos de personagens e cenários, exemplificando a direção de arte da série);

vi.   Roteiro do Episódio-Piloto (Roteiro completo do Episódio-Piloto da Série, a ser produzido em caso de seleção do projeto);

vii.  Storyboard de uma cena do episódio-piloto;

viii. Argumentos Preliminares (Argumentos de 6 episódios da série. 10 linhas para cada argumento);

ix.   Desenho de Produção (a partir de Formulário Padrão a ser publicado em anexo ao regulamento);

x.    Orçamento (a partir de Formulário Padrão a ser publicado em anexo ao regulamento).

 

Objetivos

O edital de seleção, formatado nos moldes do DOCTV, tem como objetivos estimular o desenvolvimento da indústria brasileira de animação a partir da sistematização de Ações que visam a geração de projetos de série de animação em diversos pontos do país; a realização de ações regionais de capacitação que reforçam a cultura da série de animação para televisão; a articulação de um circuito nacional de teledifusão de séries de animação brasileiras; a dinamização da produção entre estúdios no território nacional; e a inserção da animação brasileira no mercado internacional.

O Programa ANIMATV é realizado no âmbito do Programa Nacional de Estímulo à Parceria entre a Produção Independente e a Televisão e do Programa de Desenvolvimento da Economia da Cultura e se configura como a primeira ação do Programa Nacional de Estímulo ao Desenvolvimento da Animação do Ministério da Cultura.

 

Informações sobre a política do Ministério da Cultura para o setor de animação: http://blogs.cultura.gov.br/animacao/

 

Maiores informações acesse: http://animatv.cultura.gov.br

TV Aldeia começa a exibir o trabalho dos alunos da Usina de Arte João Donato nesta sexta-feira(05/12)

O resultado do trabalho de vinte alunos do dsc01693curso de Cinema e Vídeo do Núcleo de Produção Digital da Usina de Arte João Donato será exibido pela TV Aldeia a partir desta sexta-feira, 5, logo após o Jornal Notícias da Aldeia (8 horas da noite). O especial “TV Usina” faz parte da programação especial de fim de ano, que conta ainda com a exibição de um especial da cantora Gal Costa dirigido por Maurice Capovilla, o Show “Somos Todos Brasileiros”, além dos inter-programas em alusão aos vinte anos da morte de Chico Mendes.

Já no programa de estréia, no “TV Usina”,

 

Alunos da Usina de Arte João Donato desenvolvem desde o roteiro à finalização dos documentários. Foto: Divulgação

serão exibidos dois documentários, clipes musicais, a dramatização do poema de Beto Rocha, a mini-ópera “A Lenda da Mulher do Jacaré”, e também o curta de ficção “Sono da Razão”. Toda a produção é dos alunos da Usina de Arte João Donato.

O curso de Cinema e Vídeo foi iniciado em junho de 2007 e desde então os alunos vem desenvolvendo roteiros, gravando documentários, espetáculos e curtas metragens. De acordo com o coordenador do Núcleo, o cineasta Maurice Capovilla, a idéia é apresentar o trabalho dos alunos da Usina em parceria com a tevê pública.

Nas sextas-feiras seguintes (13, 20 e 27) Tainá Pires apresenta os vídeos produzidos pela Usina da gravação dos espetáculos “Bombando” e “No Baixo do Sapateiro” do grupo vocal paulistano Barbatuques.

O resultado do trabalho de vinte alunos do curso de Cinema e Vídeo do Núcleo de Produção Digital da Usina de Arte João Donato será exibido pela TV Aldeia a partir desta sexta-feira, 5, logo após o Jornal Notícias da Aldeia (8 horas da noite). O especial “TV Usina” faz parte da programação especial de fim de ano, que conta ainda com a exibição de um especial da cantora Gal Costa dirigido por Maurice Capovilla, o Show “Somos Todos Brasileiros”, além dos inter-programas em alusão aos vinte anos da morte de Chico Mendes.

Por Viviane Teixeira   

 
 

 

Cineclube Batelão nesta terça-feira(02/12) com Memória para Uso Diário

O Cineclube Batelão porta-se no Brasil para apresentar o documentário Memória para Uso Diário, de Beth Formaggini. O Filme nos traz a importância da lembrança, da história para aqueles que perderam pedaços de suas vidas.


A sessão acontece na próxima terça-feira, dia 02 de dezembro, às 19h00min, no Anfiteatro Garibaldi Brasil – Ufac. Para complementar a sessão, após a projeção haverá debate com a historiadora Fátima Almeida.


MELHOR DOCUMENTÁRIO JÚRI POPULAR
MELHOR DOCUMENTÁRIO ABDEC-RJ
FESTIVAL DO RIO 2007

Sinopse:

“Memória para uso diário” é um filme sobre o esquecimento e a construção da memória política: Ivanilda busca evidências que provem que seu marido Itair foi preso pelo governo brasileiro. Membro do Partido Comunista, ele está desaparecido desde 1975. Romildo procura pelo corpo de seu irmão Ramirez, sumido desde 1973 num cemitério do subúrbio do Rio. Leda visita a rua que recebeu o nome de seu filho Marcos, assassinado pela ditadura militar, para que ele nunca fosse esquecido.  Mães choram por seus filhos, recentemente assassinados pela polícia nas favelas e lutam por justiça.

Todos eles pertencem ao grupo Tortura Nunca Mais, fundado após a ditadura militar. Esses militantes deram suas vidas pela liberdade e foram marcados como terroristas. Hoje, a violação dos direitos humanos pelo governo perdura, com a tortura e a morte de jovens negros acusados de traficantes. O grupo provê assistência psicológica e jurídica aos militantes e suas famílias e luta pela abertura dos arquivos militares, que podem ser a chave para a localização dos corpos de desaparecidos políticos, revelando ainda a forma como foram mortos. 

A tortura ainda atinge as famílias que não tiveram a chance de enterrar seus entes queridos. 

“Memória para uso diário” traz à vista a memória recente, revelando a seletividade da história oficial. Pensando o passado para que se possa libertar o futuro dos fantasmas que ainda nos perseguem no presente.
Cineclube Batelão