PREFEITURA LANÇA PLANO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DOS POVOS E COMUNIDADES TRADICIONAIS DE MATRIZ AFRICANA

Imagem

A Prefeitura de Rio Branco, através da Secretaria Adjunta de Políticas de Promoção da Igualdade Racial – SEADPIR realizará nesta 6ª feira, 14 de março, às 14h30, no Auditório da Prefeitura, Encontro com os Povos Tradicionais de Matriz Africana.

A Secretária de Políticas para Comunidades Tradicionais Silvany Euclênio da Silva, participará do evento, representando a Ministra Luíza Bairros da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República.

Durante o evento será lançado o Plano Nacional de Desenvolvimento Sustentável dos Povos e Comunidades Tradicionais de Matriz Africana que foi construído com base no Plano Plurianual (PPA 2012-2015) e reúne um conjunto de políticas públicas que buscam a garantia de direitos, a proteção do patrimônio cultural e da tradição africana no Brasil. Além do enfrentamento à extrema pobreza com ações emergenciais e de fomento à inclusão social produtiva e Desenvolvimento Sustentável. Este Plano, que representa uma grande vitória na luta contra o racismo, será desenvolvido em Rio Branco de acordo com a realidade dos Povos Tradicionais de Matriz Africana do Acre.

O Encontro debaterá também sobre o Mapeamento dos Povos Tradicionais de Matriz Africana estratégia importante para a implementação e o norteamento de políticas públicas voltadas à garantia dos patrimônios cultural e religioso dessas comunidades. É importante a identificação e conhecimento da realidade dos terreiros da cidade: quem são, onde estão localizados, suas principais atividades comunitárias, situação fundiária, infraestrutura, entre outros aspectos socioculturais e demográficos. Além disso, seu fortalecimento na luta pela liberdade religiosa e promoção dos direitos humanos, criando mecanismos na defesa contra a violação de direitos compreendida como sistêmica, orquestrada e absolutamente estratégica enquanto prática de racismo com finalidades políticas e econômicas.

Outro importante aspecto trazido com o mapeamento é a regularização dessas comunidades, as casas reconhecidas até o momento não possuem uma identidade jurídica, o que as desfavorece com relação ao uso igualitário, previsto na Constituição Federal, dos benefícios destinados às instituições religiosas do país.

A identificação e visibilidade acerca dessas comunidades fortalecem a luta pela liberdade religiosa, contra o preconceito e intolerância, através da construção de uma cultura de paz e de respeito, criando mecanismos na defesa contra a violação de direitos, frequentemente sofrida pelas casas de religiões de matriz africana e brasileira.

As comunidades religiosas funcionam como espaços de preservação da cultura afro-brasileira, mantendo viva através da sua resistência, parte das práticas ancestrais dos remanescentes da diáspora africana.

O Deputado Federal Sibá Machado destinou R$ 250.000,00 (duzentos e cinquenta mil reais) para que este Mapeamento seja realizado pela Prefeitura de Rio Branco. A SEADPIR acompanha o trabalho de 25 Mães e Pais de Santo que exercem suas funções em  17 Casas de Axé. Em suas ações a equipe da Seadpir participa dos encontros e festividades dos terreiros, apoiando eventos de formação, comemorativos e exposições sobre a cultura afro-brasileira colaborando ainda com a regularização fundiária dessas comunidades em parceria com a secretaria municipal de desenvolvimento e gestão urbana. Especificidades culturais e o grau de vulnerabilidade desses grupos demandam esforços ampliados de articulação a fim de garantir o respeito, a cidadania e o direito à diversidade religiosa.

 Sobre a SECOMT:

A Secretaria de Políticas para Comunidades Tradicionais da SEPPIR tem como missão articular órgãos federais, estaduais e municipais para a promoção da igualdade racial e a formulação de políticas para Povos e Comunidades Tradicionais. As especificidades culturais e o grau de vulnerabilidade desses grupos demandam esforços ampliados de articulação. Os grupos priorizados são as comunidades quilombolas, os povos tradicionais de matriz africana e os povos de cultura cigana.

Sobre o trabalho desenvolvido pela SECOMT: Políticas para Povos e Comunidades Tradicionais de Terreiro – PNPCT

A SEPPIR, por meio de diálogos recorrentes com a sociedade civil e em parceria com outras dez instituições federais, lançou o I Plano Nacional de Desenvolvimento Sustentável dos Povos e Comunidades Tradicionais de Matriz Africana, objetivando integrar e qualificar as ações do Governo Federal nesta área. As instituições federais parceiras são: Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS); Ministério do Meio Ambiente (MMA); Ministério da Cultura (MinC); Fundação Cultural Palmares (FCP); Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG); Ministério da Educação (MEC); Ministério da Saúde (MS); Secretaria de Direitos Humanos (SDH) e Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. (EMBRAPA).

Uma Chamada Pública foi lançada para apoiar projetos voltados ao fortalecimento institucional e ao desenvolvimento local deste segmento (001/2012). Nesta, foram celebrados cinco convênios, totalizando R$ 469.718,20 (quatrocentos e sessenta e nove mil, setecentos e dezoitos reais e vinte centavos ).

Em cumprimento às atribuições da SEPPIR na execução da Ação de Distribuição de Alimentos, foi formalizado Termo de Cooperação entre a SEPPIR e a CONAB em 2012, no valor de R$ 440 mil reais. O objetivo é garantir embalagem e transporte de 83.400 cestas de alimentos, em seis etapas de atendimentos, às 13.900 famílias dos povos tradicionais de matriz africana beneficiárias da ação. O Termo de Cooperação contempla a entrega de cestas entre o período do 2º semestre de 2012 e o 1º semestre de 2013. A SEPPIR orientou os Estados para que constituam seus Comitês Gestores Estaduais da Ação de Distribuição de Alimentos. Esses Comitês serão responsáveis pela indicação das famílias beneficiárias, estratégias de operacionalização da ação, prestação de contas, etc. Neste ano, foram atendidas 14.700 famílias, com 49.707 cestas de alimentos, em 22 estados da federação.

15° Arraial Cultural “No Seringal de Chico Mendes”

Imagem

Um dos maiores eventos de tradição popular junina, o Arraial Cultural chega a sua décima quinta edição com o tema “No Seringal de Chico Mendes”, uma homenagem aos 25 anos do legado do líder seringueiro. De 1 a 7 de julho, no estacionamento do Arena da Floresta será oferecida ao público uma programação que reúne concurso de quadrillhas, folguedos, jogos e brincadeiras tradicionais, encontro de sanfoneiros e repentistas, show com artistas locais e com a banda de forró universitário, Rastapé. O grupo é de São Paulo, e ficou conhecido nacionalmente através da música “Colo de Menina”. Queima de fogos, o tradicional Concurso de Quadrilhas e a escolha da Rainha Caipira marcam a abertura oficial nesta segunda-feira, 1, no estacionamento do Arena da Floresta. Toda programação começa a partir das 18 horas.
O Arraial Cultural é promovido pelo Governo do Estado, por meio da Fundação de Cultura Elias Mansour, com apoio da Prefeitura de Rio Branco, por meio da Fundação Garibaldi Brasil, e da Liga das Quadrilhas Juninas do Acre.

Local: no Estacionamento do  Arena da Floresta

Data: 01 a 07 de julho

Hora: a partir das 18h

I Festa Junina da Escola de Música do Acre

Imagem

A Escola de Música do Acre realizará a sua I Festa Junina no dia 28 de junho (sexta-feira), às 20h. Teremos variadas atrações musicais, bingo de um carneiro e o tradicional bingo da galinha além de brechó e barracas de comidas típicas.

Os artistas da nossa região oferecerão uma grande festa junina para todos da nossa comunidade.

Participe!

Local: Escola de Música do Acre – Conjunto Tucumã II – Avenida Central, nº 581 Distrito industrial – Parque do Tucumã – Rio Branco/AC – Fone: (68) 3229-4918/32295461.

Data: 28/06

Hora: 20h

Revista Usina em Quadrinhos será lançada nesta sexta-feira

A Usina de Arte João Donato lança amanhã, às 19 horas, no Café do Teatro, a Revista Usina em Quadrinhos.

O trabalho é resultado da oficina de ilustração – Introdução ao Universo das História em Quadrinhos realizada na Usina de Arte João Donato no mês de novembro de 2012, ministrada por Fernando França e Branco Medeiros.

537440_539486886101809_1744904198_n

Usina em Quadrinhos reúne nove tiras que narram histórias da Usina de Arte João Donato. Elas foram concebidas pelos artistas Clementino Almeida, Igor Ricardo, Lorran Nery, Luna Pessoa, Marcelo Zuza, Mardilson Torres, Murilo, Paulo Tonon e Vitor Gabriel.

Oficina – Técnicas para a criação de roteiros, ilustração e práticas de edição digital e finalização de revista foram focos da oficina. Além do panorama do cenário de quadrinhos mundial, técnicas de narrativa, desenvolvimento e produção digital.

O projeto é uma realização do governo do Estado, por meio da Fundação de Cultura Elias Mansour.

Serviço:
O quê? Lançamento da revista Usina em Quadrinhos
Quando? Dia 12, sexta-feira, 19h30
Onde? Café do Theatro – Avenida Brasil s/n – anexo ao Memorial dos Autonomistas – Centro

Palestra Convergência de Meios Técnicos para uma Prática Fotográfica Híbrida

Imagem

No próximo sábado (23), às 16h, será realizada na Usina de Arte, a palestra/mesa redonda Convergência de Meios Técnicos para uma Prática Fotográfica Híbrida, com  representantes do Lab Clube Filé de Peixe, PIUM Fotoclube, Grupo Espírito dos Sais, além da participação da historiadora e pesquisadora Simone Rodrigues (RJ), que abordará o desenvolvimento tecnológico das matrizes fotográficas e a reflexão histórica acerca do papel que a fotografia desempenhou na constituição da experiência cultural moderna e pós-moderna.

Gratuita e aberta a comunidade de Rio Branco, o evento encerra o 1º Ciclo (NORTE) de atividades do projeto FOTOGRAFIA EXPERIMENTAL E FOTOCLUBISMO: HIATOS, FRICÇÕES E ENCONTROS COM A ARTE CONTEMPORÂNEA, contemplado pela 9ª edição do REDE NACIONAL ARTES VISUAIS da Funarte, com o objetivo de triangular pesquisas e práticas em torno da fotografia experimental e do fotoclubismo, a partir de iniciativas realizadas pelo PIUM Fotoclube, no Acre, pelo Lab Clube Filé de Peixe e pelo Grupo Espírito dos Sais, do Rio Grande do Sul. Serão realizados cursos de capacitação entre os grupos, oficinas gratuitas para as comunidades locais de cada região, palestras e debates com pesquisadores e críticos, além de uma residência imersiva para criação compartilhada entre as três iniciativas. Como resultado final, será lançado simultaneamente nas três capitais um catálogo com DVD, contendo mostra audiovisual, registro editado das palestras e fotografias que documentam cada atividade do projeto.

Data: 23 de março (sábado)

Horário: 16h

Local: Usina de Arte

Entrada gratuita

Semana do Teatro

Imagem

Dia 27 de Março é o dia escolhido mundialmente para comemorarmos o TEATRO. Criado em 1961 pelo Instituto Internacional do Teatro (ITI), data da inauguração do Teatro das Nações, em Paris.

Desde então, milhares de pessoas no mundo inteiro param neste dia e comemoram com apresentações, espetáculos, performances e “Vivas” a esta Arte que contagia e alimenta a alma do ser humano.

O Acre comemora este Grande Dia com uma vasta programação realizada pela Federação de Teatro do Acre – FETAC, que proporcionará espetáculos em vários locais da Cidade e Municípios. Portanto  a Usina de Arte João Donato receberá dia 25 de março, o ator Chico Simões de Brasília – DF, com o espetáculo O Romance do Vaqueiro Benedito

Sinopse: Alguns personagens do Romance do Vaqueiro são clássicos da cultura popular, e trazem parentesco próximo com os personagens da Commedia Dell`Arte, já outros são bem brasileiros e trás também alguns  animais simbólicos.  O roteiro pode variar também de brincadeira para brincadeira, mas sempre tratará de questões particulares que se universalizam por identificação com qualquer platéia.

Duração: aproximadamente 50 minutos

Local: Usina de Arte

Data: 25/03/2013

Horário: 15h00

A festividade terá inicio nesta sexta-feira dia 22 e terminará no dia 27.

Informações através do blog da FETAC - www.fetac.blogspot.com ou pelo telefone: 3244-2554

Programação Completa – Todas as apresentações serão GRATUITAS!!!

Dia 22/03 – Sexta
08h Os Saltimbancos – GPT – Plácido de Castro
10h O menino que visitou a Lua – Orákulos – Teatro de arena do
SESC Centro
10h As Mulheres de Molière – Cia Visse Versa – Xapuri
10h Os Saltimbancos – GPT – Senador Guiomard
15h As Mulheres de Molière – Cia Visse Versa – Brasiléia
19h Seminário: “Teatro e Comunidade” – Cine Teatro Recreio
Palestra: Teatro e Cidade
Palestrante: Wlad Lima – PA

Dia 23/03 – Sábado
09h Seminário: “Teatro e Comunidade” – Teatro de Arena do SESC
Palestra: Teatro Comunitário
Palestrante: Chico Simões – Mamulengo Presepada – DF
19h As Mulheres de Molière – Cia Visse e Versa – Novo Mercado Velho
20h Quem é o Rei? – Teatro GPT – Teatro de Arena do SESC
22h Festa Dionisíaca – Casarão

Dia 24/03 – Domingo
17h Memórias de Emília – Trupe do Banzeiro – Teatro de arena do SESC
19h O Romance do Vaqueiro Benedito – Novo Mercado Velho
Mamulengo Presepada
20h A Saga de Yobá – Cia Garatuja – Teatro de arena do SESC
20h As Revoluções – Grupo Trincheiras – Praça Biblioteca Pública

25/03 – Segunda
09h As Revoluções – Grupo Trincheira – Calçadão do Colégio Acreano
15h A Coroa do Rei Leão – Camalearte – Cine Teatro Recreio
15h O menino que Visitou a Lua – Orákulos – Teatro Barracão
15h O Romance do Vaqueiro Benedito – Usina de Arte João Donato
Mamulengo Presepada
20h A Saga de Yobá – Cia Garatuja – Teatro Barracão

26/03 – Terça
09h Os Saltimbancos – Teatro GPT – ESAM – Escola Acreana de Música
16h Memórias de Emília – Trupe do Banzeiro – Centro Cultural Thaumaturgo Filho
19h Comédia Del’Acre – Cia Visse e Verssa
20h A Coroa do Rei Leão – Centro de Florestania do Bujari

27/03- Quarta
10h A Coroa do Rei Leão – Camalearte – Centro Cultural Thaumaturgo Filho
16h Memórias de Emília – Trupe do Banzeiro – Centro Cultural Lidia Hammes
18h As Revoluções – Grupo Trincjeiras – Praça da Juventude – Bairro Areal
20h Comédia Del’Acre – Cia Visse e Versa – Bairro Dom Moacir

1ª Oficina de Introdução a Cianotipia e Van Dyke

Nos dias 21 e 22 de março, das 14 às 18h,  será realizada na Usina de Arte João Donato, em Rio Branco (AC), a 1ª Oficina de Introdução a Cianotipia e Van Dyke, ministrada pelo PIUM Fotoclube.

flyerconvite_norte

A oficina faz parte do 1º ciclo de atividades do projeto Fotografia Experimental e Fotoclubismo: Hiatos, Fricções e Encontros com a Arte Contemporânea, contemplado pelo edital Rede Nacional Artes Visuais da FUNARTE, com o objetivo de triangular pesquisas e práticas em torno da fotografia experimental e do fotoclubismo, a partir de iniciativas realizadas pelo PIUM Fotoclube, do Acre, pelo Lab Clube Filé de Peixe – Núcleo de Fotografia Experimental, do Rio de Janeiro, e pelo Grupo Espírito dos Sais, do Rio Grande do Sul. Serão realizados cursos de capacitação entre os grupos, oficinas gratuitas para as comunidades locais de cada região, palestras e debates com pesquisadores e críticos, além de uma residência imersiva para criação compartilhada entre as três iniciativas. Como resultado final, será lançado simultaneamente nas três capitais, um catálogo com DVD, contendo mostra audiovisual e o registro editado das palestras e fotografias que documentam cada atividade do proje

Local: Usina de Arte João Donato – AV. das Acácias, 1, Distrito Industrial – Rio Branco (AC)

Data e Hora: 21 e 22 de março de 2013, das 14h às 18h

Inscrições: até 14 de março, pelo e-mail piumfotoclube@gmail.com, mediante ao envio do currículo e carta de intenção (máx. 10 linhas) sobre os motivos de interesse na oficina

Divulgação dos selecionados: 15 de março de 2013

Público destinado: maiores de 16 anos, com interesse em fotografia e arte

Vagas: 10

Oficina Gratuita!

A programação inclui, ainda, a palestra Convergência de Meios Técnicos para uma Prática Fotográfica Híbrida, no dia 23 de março, às 16h. Participam representantes do Lab Clube Filé de Peixe, do PIUM Fotoclube, do Grupo Espírito dos Sais, além da historiadora e pesquisadora Simone Rodrigues.

Confira a programação

Imagem

I MISTURARTE – EVENTO MULTICULTURAL

Os alunos dos cursos FIC’s – PRONATEC, da Usina de Arte, estão encerrando suas atividades formativas e estão promovendo o I MISTURARTE – EVENTO MULTICULTURAL.

A Feira acontecerá nos dias 02 e 03 de fevereiro, com entrada franca na Usina de Arte João Donato no horário das 17 às 22hs. Dentre as atividades, que envolvem da gastronomia á moda, o evento está realizando um concurso de culinária, cujas inscrições podem ser feitas na própria Usina e o edital encontra-se a disposição através do link:https://docs.google.com/document/d/1OkxG1pSqjwknHmhPx_NJyE3PPavRoFCCIaPwVLoinKM/edit

Mais informações: usinadearte.acre@gmail.com

Programação:

Sábado – 02/02/2012
17h00 – Abertura, Praça de Alimentação, Exposição de Artes, Artesanato e Brechó
18h00 – Conto – A História Multicultural do Acre – Clenilson Batista
19h00 – Concurso Gastronômico – Degustação (Jurados e Convidados)
19h30 – Show de Malabarismo
20h30 – Desfile – Moda de Brechó, Roupas Recicladas e Biojóias;
21h30 – Show Musical – Bando da Vila

Domingo – 03/02/2013
17h00 – Abertura, Praça de Alimentação, Exposição de Artes, Artesanato e Brechó
18h00 às 19h30 – Atividades de Artes Integradas
20h00 – Mostra Cinematográfica
20h30 – Concurso Gastronômico – Apuração dos Votos e Premiação
21h00 – Show Musical – Clenilson Batista

“Trajetórias – Artes Visuais” abrigará exposição de Clementino Almeida e Mardilson Torres

Depois do artista plástico Ivan Campos, o programa “Trajetórias – Artes Visuais” receberá a exposição “Mitos”, de Clementino Almeida e Mardilson Torres. O vernissage está marcado para esta sexta-feira, 18, às 19h, na Galeria Chico Silva, localizada na Usina de Arte. As obras retratam personagens famosos mundialmente, como Che Guevara, Marina Silva e Charles Chaplin, e ainda entram na realidade acreana, a prova disso é um quadro que homenageia o militante político Abrahim Farhat, o Lhé.

Levar “Mitos” para a Usina de Arte surgiu do contato que a dupla já tinha com o espaço, ambos foram alunos do curso de artes visuais da instituição. “Eles realizaram a exposição na Galeria de Arte Juvenal Antunes, em novembro passado, e propuseram trazê-la para cá neste mês de janeiro. É uma parceria que casa bem com a nossa proposta de aproximar os artistas da comunidade, para que o acreano sempre possa, gratuitamente, ter acesso à produção cultural do lugar onde vive”, explica Carol Di Deus, diretora.

A mostra permanecerá aberta ao público do dia 21 deste mês a 28 de fevereiro, de segunda-feira a sexta-feira, das 9h às 12h e das 14h às 18h. Realizada pela Fundação Elias Mansour (FEM), a ação integra o Projeto Artístico e Cultural da Usina de Arte e Teatro Plácido de Castro. “Artistas, alunos, professores e toda a comunidade poderão vivenciar a prática nas artes visuais por meio de oficinas, palestras, debates, conversas com os artistas e visitas guiadas”, lembra Carol Di Deus.

Sobre os artistas
Vernissage da exposição Mitos nesta sexta-feira, 18, às 19h, na Galeria Chico Silva, na Usina de Arte.jpg Vernissage da exposição Mitos nesta sexta-feira, 18, às 19h, na Galeria Chico Silva, na Usina de Arte
Vernissage da exposição Mitos nesta sexta-feira, 18, às 19h, na Galeria Chico Silva, na Usina de Arte.jpg Vernissage da exposição Mitos nesta sexta-feira, 18, às 19h, na Galeria Chico Silva, na Usina de Arte

Clementino Almeida começou a pintar na infância, quando ainda residia no Seringal Bom Lugar, em Xapuri. Fez trabalhos publicitários, atuou como desenhista ilustrador para livros e cartilhas didáticas, participou de várias edições do prêmio Salão Hélio Melo de Artes Visuais e teve suas obras vendidas para países como Chile, Canadá, Dinamarca e Eslovênia, além de outros estados do Brasil.

Diferentemente do amigo, a primeira exposição de Mardilson Torres só ocorreu há dois meses. Quando criança, o menino, natural do Bujari, costumava usar o irmão mais velho como modelo para desenvolver o seu tracejado. Os gibis e as histórias em quadrinhos serviram para o seu treino e, por volta dos 8 anos, ele já reproduzia os personagens de sucesso da Marvel Comics, como o Homem-Aranha e o Capitão América.

Os artistas participaram de várias oficinas e cursos de capacitação. Estudaram no Instituto Universal Brasileiro, por correspondência, na Usina de Arte João Donato e ainda graduaram-se no curso de artes visuais, a distância, pela Universidade de Brasília (UnB). Atualmente, as obras ganhadoras do 5º Salão Hélio Melo “Mergulho no Rio Mágico”, de Clementino, e “Mercado Úmido e Noturno”, de Mardilson, podem ser apreciadas na Galeria de Arte Juvenal Antunes, na FEM.

Por André Gonzaga (Assessoria FEM)
Fonte: http://www.agencia.ac.gov.br/index.php/noticias/cultura/22153-trajetorias-artes-visuais-abrigara-exposicao-de-clementino-almeida-e-mardilson-torres.html

Entradas Mais Antigas Anteriores

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 30 outros seguidores